Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Escolas da UNRWA abrirão a tempo do ano letivo, apesar dos cortes

Sala de aula de escola da Agência das Nações Unidas de Assistência aos Refugiados Palestinos (UNRWA) em Deir Al-Balah, no centro da Faixa de Gaza. Em 29 de agosto de 2018. [Ashraf Amra/Apamages]

Mais de 700 escolas administradas pela Agência das Nações Unidas de Assistência aos Refugiados da Palestina (UNRWA) serão abertas a tempo do novo ano letivo nos territórios palestinos ocupados (OTP), bem como na Jordânia, Líbano e Síria.

Mais de meio milhão de meninos e meninas palestinos iniciarão o novo ano escolar nas instalações da UNRWA, apesar dos cortes no financiamento imposto pelos EUA e agora por vários países europeus.

O comissário-geral da UNRWA, Pierre Krahenbuhl, disse sobre as aberturas: “Qualquer criança no mundo deve estar se preparando para um novo ano escolar nos dias de hoje, e também as crianças refugiadas da Palestina”.

“Somos extremamente gratos aos nossos doadores cuja dedicação em preservar o direito à educação nos permitiu anunciar hoje que todas as escolas da UNRWA em nossos cinco campos de operações serão abertas”, acrescentou Krahenbuhl.

“Muitas famílias sentirão forte segurança, sabendo que seus filhos estarão nas salas de aula em setembro. A coragem demonstrada todos os dias por nossos alunos em busca de educação, apesar dos desafios de ter que cruzar pontos de verificação, viver em áreas de conflito ou sob ocupação é uma inspiração para todos nós. ”

A UNRWA opera 709 escolas primárias em todo o Oriente Médio, bem como oito escolas secundárias no Líbano, oferecendo educação gratuita para mais de 530.000 crianças refugiadas da Palestina.

Categorias
NotíciaONUOrganizações Internacionais
Show Comments
Show Comments