Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Israel danificou ao menos 1.500 unidades residenciais em Gaza

Escombros deixados pelos bombardeios israelenses em Rafah, sul da Faixa de Gaza, 7 de agosto de 2022 [Abed Rahim Khatib/Agência Anadolu]
Escombros deixados pelos bombardeios israelenses em Rafah, sul da Faixa de Gaza, 7 de agosto de 2022 [Abed Rahim Khatib/Agência Anadolu]

Cerca de 1.500 unidades residenciais foram danificadas durante a última ofensiva israelense contra a Faixa de Gaza, alertou neste domingo (7) o governo local administrado pelo Hamas, segundo o Centro de Informações Palestino.

“Nove edifícios, além de 16 unidades residenciais, foram completamente destruídos; um total de 1.500 unidades foram danificadas, das quais 71 unidades se tornaram inabitáveis”, afirmou um comunicado oficial à imprensa. Além disso, 1.400 unidades sofreram danos parciais.

Os danos se somam à destruição causada pelo bombardeio de 2021, no qual duas mil unidades foram destruídas e 15 mil unidades foram danificadas.

Em junho, a Agências das Nações Unidas de Assistência aos Refugiados da Palestina (UNRWA) reportou ter concluído 74% das obras de reconstrução de Gaza.

Dezenas de acres de terras produtivas foram também devastados, reiterou o governo local.

As autoridades em Gaza emitiram um apelo a todas as entidades relevantes para que ajam com urgência para prover insumos e serviços básicos aos palestinos em necessidade e interromper a onda de agressões militares perpetrada por Israel.

Na sexta-feira (5), o exército da ocupação israelense lançou uma série de ataques aéreos contra Gaza sitiada, matando ao menos 44 pessoas – incluindo 15 crianças e quatro mulheres.

Um cessar-fogo mediado pelo Egito entrou em vigor neste domingo.

LEIA: Cessar-fogo em Gaza entre Jihad Islâmica e Israel entra em vigor

Categorias
IsraelNotíciaOriente MédioPalestina
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments