Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Cessar-fogo em Gaza entre Jihad Islâmica e Israel entra em vigor

Fontes egípcias anunciaram na noite de domingo que um acordo de cessar-fogo foi alcançado entre a Jihad Islâmica e Israel para entrar em vigor a partir das 23h30, horário local. Autoridades de ambos os lados confirmaram o acordo e agradeceram aos mediadores egípcios.

De acordo com o líder da Jihad Islâmica Ziyad Al-Nakhalah em uma entrevista coletiva em Teerã, as autoridades de ocupação israelenses “se renderam” às condições do movimento. Durante as negociações de cessar-fogo, a Jihad teria pedido a libertação de Bassam Al-Saadi, que foi detido e espancado pelas forças de ocupação israelenses há uma semana em Jenin.

A situação de Khalil Awawdeh também foi levantada. Ele está em greve de fome em uma prisão israelense há 148 dias.

O Egito se comprometeu a acompanhar essas questões com a condição de que a Jihad Islâmica e as outras facções envolvidas na resposta ao ataque israelense à Faixa de Gaza parem de disparar foguetes contra o estado de ocupação.

Enquanto isso, em um comunicado oficial divulgado pela mídia local, o governo israelense confirmou que chegou a um acordo para interromper seus ataques aéreos em Gaza. O jornal Times of Israel disse que os governos israelenses tradicionalmente vazam a confirmação de acordos com os movimentos de resistência palestinos por meio de fontes não identificadas para preservar a fina pretensão de que não negociam com “terroristas”. Isso não aconteceu nesta ocasião.

Relatos da mídia disseram que a declaração do governo agradeceu ao Egito por seus esforços para garantir o fim da “luta” após quatro dias.

Durante o bombardeio de Israel a Gaza entre sexta e domingo, 44 ​​palestinos foram mortos, incluindo 15 crianças e quatro mulheres, e 360 ​​ficaram feridos.

LEIA: Sistema de saúde de Gaza enfrenta colapso iminente

Categorias
IsraelNotíciaOriente MédioPalestinaVídeos & Fotojornalismo
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments