Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Comunidade palestina na cidade de Nova Jersey comemora mudança de nome de rua para ‘Caminho da Palestina’

Centenas de pessoas se reúnem para marcar o dia de Naka em apoio aos palestinos nos Estados Unidos, em 15 de maio de 2022 [Tayfun Coşkun/Agência Anadolu]

O bairro de South Paterson, na cidade de Paterson, em Nova Jersey, celebrou no início desta semana, em 15 de maio, a renomeação de uma seção de cinco quarteirões da Main Street para “Palestine Way” [Caminho da Palestina].

O Conselho da Cidade votou por unanimidade no mês passado pela mudança de nome da rua para homenagear a grande comunidade palestina da cidade e suas contribuições para a vida cívica e os negócios, como a Farmácia Jerusalém local, Nablus Sweets e Palestine Hair Salon.

O Centro Comunitário Palestino Americano organizou um animado festival de rua no domingo ao longo da Main Street para celebrar a ocasião, consistindo de apresentações de dabke, cantores ao vivo e comerciantes que vendem thobes palestinos tradicionais.

O dia também marcou o Dia da Nakba – Catástrofe –, aniversário da limpeza étnica de 750.000 palestinos de suas casas, com o estabelecimento de Israel em 1948.

LEIA: Setenta e quatro anos: a Nakba continua e a Palestina resiste

O prefeito de Paterson, Andre Sayegh, disse: “Os palestinos são americanos orgulhosos. Os palestinos são americanos produtivos. Os palestinos estão fazendo inúmeras contribuições para nossas comunidades todos os dias nos Estados Unidos da América”.

A multidão estimada de 5.000 pessoas irrompeu em comemoração quando Sayegh revelou uma placa verde brilhante “Caminho da Palestina” que também apresentava uma bandeira dos EUA e da Palestina, informou o Middle East Eye.

Os membros da comunidade dizem que os sinais demonstram orgulho, mas também enviam uma mensagem de resistência e desafio.

Segundo Rania Mustafa, diretora executiva do Centro Comunitário Palestino Americano, a decisão de renomear a rua visava combater o apagamento da identidade palestina.

“Vemos isso como uma vitória simbólica; estamos fazendo com que as pessoas reconheçam que a Palestina existe, que essas são as contribuições que as comunidades palestinas fizeram, e reconhecendo isso de forma oficial e permanente”, disse ela.

Categorias
Ásia & AméricasEstados UnidosIsraelNotíciaOriente MédioPalestina
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments