Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

A ajuda humanitária não distingue raça ou religião”

Entrevista com Mehmet Çelik, representante da Fundação IHH para projetos na América Latina
Atividade de ajuda humanitária da IHH durante o Ramadã em Brasília[ IHH]

A Fundação de Ajuda Humanitária IHH atua na América Latina socorrendo pessoas vitimas de desastres, perseguições, fome ou violência sem discriminação de região, religião, idioma, raça ou seita.  Desde 1992, a organização protege pessoas expostas ou sem abrigo, para evitar a violação dos seus direitos e liberdades fundamentais. Essas atividades, que começaram com atividades voluntárias e se institucionalizaram em 1995, e se espalharam para mais de uma centena de países em pouco tempo e se tornaram uma ponte de caridade a partir da Turquia.

Mehmet Çelik representa a fundação IHH na América Latina e explica ao Monitor do Oriente Médio o alcance dessas atividades.

A IHH é conhecida pelo apoio a crianças e adultos em vários países, especialmente as vítimas da guerra e conflitos. Qual a natureza dessa ajuda humanitária?

A IHH fornece regularmente apoio financeiro e moral a mais de 100 mil órfãos todos os meses. Tem cerca de 40 orfanatos na Ásia e África. Cerca de 5 mil crianças estão abrigadas nesses orfanatos e recebem assistência para suas necessidades. Além disso, continua a ajudar pessoas que se tornaram refugiadas devido a guerras e conflitos em muitas partes do mundo. Realiza projetos muito abrangentes, especialmente devido à guerra síria em curso na fronteira turca.  Continua a ajudar as pessoas de guerras e conflitos nas regiões asiáticas e africanas. Por fim, devido aos problemas vivenciados pela guerra na Ucrânia, continua ajudando refugiados em diversos países próximos à região.

São ajudas financeiras?

Não só. A IHH fornece apoio às vítimas de guerra na construção de casas, abrigos, assistência à saúde e educação, alimentos e roupas regulares. A IHH também tenta aliviar as queixas das pessoas abrindo poços de água na África e na Ásia. Até o momento, cerca de 12 mil poços de água foram perfurados em 41 países. Apoiamos as pessoas realizando cirurgias de catarata em diferentes países, especialmente na África. Até o momento, cerca de 160.000 cirurgias de catarata foram realizadas.

Contribuímos com as famílias dos órfãos realizando projetos de desenvolvimento no âmbito das suas atividades com o nosso projeto denominado Dias de Solidariedade dos Órfãos. Doamos pequenos gados para contribuir com seu sustento, máquinas de costura ou uma pequena loja etc. Nós os ajudamos a viver por conta própria com apoio. São projetos em muitas áreas.

LEIA: Ahmad Mansour, o refugiado sírio que se destaca na Dinamarca desenvolvendo robôs

Inclusive emergenciais em caso de desastres?

Sim, em  terremoto, inundação, etc. Realizamos atividades de socorro emergencial para desastres naturais em todo o mundo. Também organizamos simpósios e diversas atividades contra as violações dos direitos humanos. Realizamos projetos em muitos países durante os períodos de Ramadã e Sacrifício.  Você pode visitar nossos sites para obter mais informações.

Em quantos países e regiões a IHH opera?

A Fundação IHH realiza projetos periódicos e contínuos em aproximadamente 130 países e regiões.

A IHH é afiliada ao governo turco ou trabalha de forma independente?

IHH é uma fundação privada estabelecida na Turquia em 1995. Realiza projetos na Turquia e em muitos países do mundo. Realiza o seu próprio trabalho como fundação privada. Além disso, de tempos em tempos, participa de um projeto conjunto com instituições governamentais e decooperação, como TIKA, Kızılay etc.

Você coopera com instituições locais no Brasil ou países da América Latina?

Mantemos contato com a comunidade islâmica e suas instituições no Brasil e na América Latina, bem como com municípios ou fundações e associações privadas na América Latina. Colaboramos com estas instituições em projetos dirigidos a quem mais precisa.

Quando seus projetos começaram no Brasil?

Os estudos brasileiros começaram em 2006 com os estudos do Ramadã e do Sacrifício.

Atividades da IHH em parceria com Cinco Pilates no Brasil [IHH]

Você tem projetos e atividades em que outros países da América Latina?

Do México à Argentina e Chile, toda a região latina é nosso campo de estudo. Em diferentes países da região, foram realizados projetos para vítimas após o Ramadã, períodos de sacrifício e desastres naturais ao longo dos anos, e visa aumentar a área de trabalho e o número de projetos.

Quais grupos comunitários você visa com seus projetos?

Nos projetos da IHH Humanitarian Relief Foundation, região, religião, idioma, raça etc. realiza projetos orientados para as necessidades sem considerar as diferenças. Claro, os projetos incluem todas as pessoas que foram vitimizadas por vários motivos. Além disso, o IHH visa estabelecer vínculos com a comunidade islâmica em todas as regiões do mundo.

LEIA: A tragédia dos refugiados sírios ameaçados do retorno forçado

Quais são seus planos futuros para o Brasil e os países da América Latina?

Queremos aumentar o número de instituições com as quais estamos em contato no Brasil e na América Latina e ampliar nosso número e diversidade de projetos. Queremos ampliar nosso relacionamento com instituições para realizar projetos em todos os países da região.

Você pode nos contar sobre a filial regional da Fundação IHH na Colômbia, quando começou, qual é o seu plano estratégico e qual é o seu trabalho mais importante?

As atividades da Fundação IHH na América Latina acontecem há mais de 15 anos. Estamos na Colômbia de fato desde 2019 para realizar esses estudos de maneira mais organizada e ter um contato mais próximo com as instituições. Assim como nossas instituições sediadas na Turquia que possuem escritórios no continente, como TIKA, Fundação Maarif, Centro Cultural Yunus Emre, nós, como IHH, continuamos trabalhando para a abertura de nosso escritório oficial no continente, e pretendemos abrir nosso escritório de representação em um futuro próximo. Dessa forma, teremos a oportunidade de estar mais conectados com todos os países do continente e aumentar o número e a diversidade de projetos.

Categorias
ÁfricaÁfricaAmérica LatinaÁsia & AméricasBrasilEntrevistasEuropa & RússiaPeruTurquiaVenezuela
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments