Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Israel trava guerra aberta em Jerusalém, afirma deputado palestino

Filhos de colonos israelenses agitam uma bandeira nacional perto do assentamento de Bat Ayin, na Cisjordânia ocupada, em 21 de junho de 2021, enquanto ativistas de direita e líderes de colonos realizam 14 marchas simultâneas para impedir o "controle árabe" na Área C [Emmanuel Dunand/AFP via Getty Images]

O deputado palestino de Jerusalém, Ahmed Attoun, disse ontem que as forças de ocupação israelenses estão travando uma guerra aberta na cidade sagrada para apagar sua herança árabe e islâmica, informou o jornal Assabeel.

Em um comunicado, Attoun disse que o perigo das medidas israelenses em Jerusalém é que “está realizando uma guerra demográfica destinada a diminuir o número de palestinos na cidade e substituí-los por colonos”.

Segundo Attoun, a ocupação israelense está “correndo” para demolir casas, “expropriar terras e construir novos blocos de assentamentos”.

Para Israel, “é o melhor momento para realizar seus planos traçados desde 1967”, lembrando que o sonho de Israel desde a ocupação da cidade é livrar-se de seus moradores árabes para alcançar uma maioria judaica.

“Mas, até agora, Israel não conseguiu atingir esse objetivo”, disse ele, enfatizando que “os jerusalemitas permanecerão em sua terra, porque reconhecem a essência da batalha contra a ocupação israelense”.

Desde a ocupação ilegal israelense de Jerusalém Oriental em 1967, Israel demoliu mais de 2.000 casas palestinas e construiu dezenas de milhares de unidades de assentamento para colonos judeus ilegais.

LEIA: Palestinos não precisam de investigação de Israel, eles precisam de justiça

Categorias
IsraelNotíciaOriente MédioPalestina
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments