Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Chances de acordo judicial para o ex-primeiro-ministro de Israel Benjamin Netanyahu diminuem

O ex-primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu (centro) chega para uma audiência judicial sobre acusações de corrupção no Tribunal Distrital de Jerusalém, em Jerusalém, em 16 de novembro de 2021 [AFP/Jack Guez/POOL/Agência Anadolu]

As chances de chegar a um acordo entre o ex-primeiro-ministro de Israel e chefe da oposição, Benjamin Netanyahu, e a promotoria diminuíram nos últimos dias em meio à forte oposição da equipe da promotoria que apresentou o caso contra Netanyahu, informou a mídia local.

De acordo com as informações divulgadas, até recentemente, o promotor nos casos de Netanyahu, Liat Ben Ari, foi o único informado sobre os termos do acordo judicial com Netanyahu. No entanto, quando a equipe da promotoria envolvida nos arquivos de corrupção foi informada sobre o acordo, eles se opuseram fortemente a “favorecer Netanyahu”.

O jornal israelense Yedioth Ahronoth disse que outras divergências sobre o acordo incluem a duração do serviço comunitário que Netanyahu teria que fazer em vez de uma sentença de prisão real e a natureza da acusação.

LEIA: Netanyahu discute delação premiada em julgamento por corrupção em Israel

No início desta semana, os meios de comunicação israelenses informaram que Netanyahu está perto de chegar a um acordo judicial em seu julgamento por corrupção.

O acordo relatado veria Netanyahu admitindo duas acusações de quebra de confiança, resultando em uma sentença de prisão suspensa e alguns meses de prisão que serão comutados para serviço comunitário.

No entanto, o principal ponto de discórdia parece ser a insistência do procurador-geral, Avichai Mandelblit, acerca da acusação de torpeza moral, uma cláusula que impediria Netanyahu da vida política por sete anos.

Netanyahu está sendo julgado em três casos de corrupção separados: por fraude e quebra de confiança no Caso 1000 e no Caso 2000; por suborno, fraude e quebra de confiança no Caso 4000.

Categorias
IsraelNotíciaOriente MédioPalestina
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments