Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Centenas são detidos na Líbia após brutal repressão anti-imigrantes

Migrantes em Trípoli, Líbia, em 19 de outubro de 2021 [Agência Anadolu]

A prisão em massa ocorreu após uma manifestação pacífica de migrantes que se reuniram em protesto por realocação, proteção e evacuação, do lado de fora do Community Day Centre (CDC) da Agência da ONU para Refugiados em Trípoli.

Em dezembro, o ACNUR foi forçado a fechar definitivamente o CDC devido a dificuldades em lidar com o número de pessoas que precisam de assistência. Milhares de pessoas dormem fora do centro, muitas delas como resultado de operações de segurança cada vez mais pesadas na Líbia.

As forças de segurança líbias teriam usado força brutal contra migrantes fora do CDC em um esforço para movê-los para o centro de detenção de Ain Zara. Além de prender e deter imigrantes, as forças de segurança supostamente incendiaram tendas improvisadas fora do CDC, com imagens de vídeo na página do Twitter Refugees in Líbia aparecendo para confirmar isso.

LEIA: Corpos de migrantes afogados chegam à costa da Líbia no dia de Natal

O Médicos Sem Fronteiras (MSF) disse em comunicado que uma equipe de profissionais tratou 68 pessoas que ficaram feridas durante as prisões em massa.

Gabriele Ganci, chefe da Missão dos Médicos Sem Fronteiras na Líbia, disse: “Durante a visita semanal a Ain Zara para prestar assistência médica e mental às pessoas detidas, as equipes de MSF trataram pacientes com facadas, marcas de espancamento e sinais de choque/trauma causado pelas prisões forçadas. Entre eles, havia pessoas que foram espancadas e separadas de seus filhos durante as batidas”.

As prisões na segunda-feira ocorrem após uma repressão igualmente brutal das forças de segurança líbias contra imigrantes em Gargaresh, um município localizado a oeste de Trípoli. Cerca de 4.000 migrantes, incluindo mulheres e crianças, foram detidos, segundo autoridades. O primeiro-ministro interino da Líbia, Abdul Hamid Dbeibah, elogiou a operação, que supostamente visava traficantes de drogas e álcool.

Centenas de migrantes já estão detidos no Centro de Detenção de Ain Zara, onde os detidos vivem em celas superlotadas e com falta de comodidades básicas, como comida e banheiros. Um vídeo postado por refugiados na Líbia mostra o interior do centro, chamando a situação atual de desumana.

Categorias
ÁfricaLíbiaNotícia
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments