Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Colonos são ‘subumanos’, afirma parlamentar de Israel

Membro israelense do Knesset Yair Golan [@AFSInews/Twitter]

O membro israelense do Knesset Yair Golan chamou os colonos que vivem no assentamento ilegal de Homesh na Cisjordânia de “subumanos” ontem.

O vice-ministro da Economia e membro do partido de esquerda Meretz foi atacado por dizer: “Não são pessoas, são subumanos, são desprezíveis”. “Não deveria haver ninguém lá”, continuou ele em uma entrevista. “Quando comandei a Divisão [do exército] da Judeia e Samaria [Cisjordânia ocupada], não permiti que ninguém se estabelecesse lá.”

Colonos em Homesh enfrentam despejo. O terreno onde eles construíram suas casas pertence aos palestinos do vilarejo de Burka, no norte da Cisjordânia ocupada. Golan também bateu em colonos por vandalizar propriedades palestinas. “Eles não mencionam que aquelas pessoas que vêm se estabelecer lá [em Homesh] se revoltam na aldeia [palestina] de Burka, quebram lápides, realizando um pogrom. Nós, o povo judeu que sofreu massacres ao longo da história, agora promulgamos massacres contra outros.”

No entanto, suas críticas levaram a pedidos para que ele renunciasse. O primeiro-ministro, Naftali Bennett, respondeu a Golan, dizendo: “Aqueles que se estabelecem na Judeia e Samaria são os pioneiros de hoje. Não tomamos uma terra estrangeira, reivindicamos a terra de nossos antepassados.”

Golan mais tarde se desculpou parcialmente, dizendo que seu uso de palavras foi um “um pouco incorreto” e que ele deveria ter dito “desordeiros humildes”.

LEIA: Colonos cortaram dezenas de oliveiras na Cisjordânia para expandir os assentamentos ilegais

Categorias
IsraelNotíciaOriente MédioPalestina
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments