Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Colonos cortaram dezenas de oliveiras na Cisjordânia para expandir os assentamentos ilegais

Palestinos tentam devolver uma oliveira ao seu lugar depois que uma escavadeira israelense a arrancou, em um campo na cidade de Salfit, na Cisjordânia, perto do assentamento israelense de Ariel, em 26 de outubro de 2020 [Jaafar Ashtiyeh/AFP via Getty Images]

Colonos israelenses desarraigaram e cortaram ontem mais de uma dúzia de oliveiras em uma área do distrito central ocupado de Salfit, na Cisjordânia, informou a agência de notícias Wafa.

Saleh Shunnar, o proprietário de terras baseado na aldeia Kafr Al-Dik, disse que colonos do assentamento ilegal israelense de Alei Zahav arrancaram 50 mudas de oliveira depois de arrasar uma grande área de suas terras para expandir o assentamento ilegal.

Ele acrescentou que o oficial encarregado da segurança do assentamento ameaçou arrancar o resto das oliveiras de suas terras se ele mesmo não as removesse.

A violência dos colonos israelenses contra os palestinos e suas propriedades é rotina na Cisjordânia, enquanto as autoridades de ocupação raramente agem contra isso.

O coordenador especial da ONU para o Processo de Paz no Oriente Médio, Tor Wennesland, observou em sua coletiva de imprensa no mês passado: “A violência relacionada aos colonos permanece em níveis alarmantes, em meio a tensões contínuas sobre a expansão dos assentamentos e a temporada anual de colheita da azeitona”.

LEIA: Colonos israelenses derrubam 70 oliveiras e soltam ovelhas para destruir fazenda palestina

Ele acrescentou que “desde que a colheita começou em 4 de outubro, cerca de 3.000 oliveiras foram danificadas ou tiveram sua colheita roubada.

“Ataques físicos contra fazendeiros palestinos, voluntários e equipes humanitárias também foram registrados, alguns supostamente ocorrendo na presença das Forças de Segurança de Israel.”

De acordo com o movimento israelense de direitos humanos Paz Agora, existem cerca de 666.000 colonos, 145 grandes assentamentos e 140 postos avançados na Cisjordânia, incluindo Jerusalém Oriental. Todos são ilegais segundo o direito internacional.

Abbas trouxe um presente para Gantz e recebeu azeite de oliva israelense em troca… [Sabaaneh/Monitor do Oriente Médio]

Categorias
IsraelNotíciaOriente MédioPalestina
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments