Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Parlamentar critica a AP por discriminar prisioneiros do Fatah e do Hamas

MP palestino Hassan Khreisheh [Mohammed Salem / Aapaimages]

O vice-presidente do Parlamento Palestino, Hassan Khreisheh, criticou ontem a Autoridade Palestina (AP) por fazer discriminação entre os prisioneiros da Fatah e do Hamas, informou o jornal Al-Resalah.

Khreisheh condenou a “agressão” dos serviços de segurança da AP às  paradas de recepção aos prisioneiros libertados do Hamas e o confisco das bandeiras do movimento e de outros partidos palestinos.

“Vemos muitos disparos durante as paradas de recepção organizadas para os prisioneiros libertados do Fatah, enquanto os serviços da AP impedem as paradas e confiscam as bandeiras quando os prisioneiros libertados são do Hamas, da Jihad Islâmica ou de outras facções”, disse o oficial.

Ele acusou os serviços de segurança da AP de fazer isso para “estragar” a felicidade das famílias dos prisioneiros libertados do Hamas.

“A Autoridade Palestina deve proibir o uso de armas em celebrações e confrontos familiares, mas discriminar entre um preso libertado e outro em relação a cerimônias de recepção, desfiles, agradecimentos e pagamentos é inaceitável”.

A agressão da AP “não é nova”, acrescentou ele, destacando que vem ocorrendo desde o início do movimento.

Na semana passada, os serviços de segurança da AP atacaram o desfile organizado para festejar o prisioneiro libertado Hani Barabra, do bairro de Balaa, a leste de Tulkarm, prendendo vários jovens e confiscando bandeiras do Hamas.

LEIA: Sem tratamento na prisão, ex-prisioneiro palestino morre de câncer

Categorias
IsraelNotíciaOriente MédioPalestina
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments