Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Jordânia mantém as portas abertas para possíveis relações com o Hamas

Rei jordaniano Abdullah em Amã, Jordânia em 15 de novembro de 2021. [Corte Real Hachemita - Agência Anadolu]

Depois que o líder do Hamas, Mohammad Nazzal, se juntou a um painel de discussão em Amã, o jornal Rai Al Youm disse ontem que a Jordânia está mantendo a porta aberta para possíveis relações com o movimento palestino.

O jornal disse que isso ficou evidente como resultado da inclusão de antigos e atuais funcionários jordanianos, incluindo dois ex-primeiros-ministros, no evento.

A presença de Nazzal, que foi licenciada pelo governo, e sua aparição na TV estatal reforçam a noção de que a Jordânia não rejeita ter ligações com o Hamas, acreditam os partidos islâmicos.

Rai Al Youm afirmou que Nazzal visita Amã de vez em quando e se encontra com políticos, pensadores, escritores e pesquisadores de alto escalão.

Segundo o jornal, o chefe do Hamas, Ismail Haniyeh, que visitou Amã recentemente com o ex-chefe Khaled Meshaal para participar do funeral de um ex-funcionário do Hamas, não conseguiu persuadir o reino a aceitar uma delegação oficial do Hamas.

A Jordânia, no entanto, permitiu que os oficiais do Hamas organizassem reuniões com órgãos jordanianos e se dirigissem ao público por meio de reuniões e recepções em massa.

LEIA: Criminalização do Hamas por Londres é ‘agressão’ aos árabes, alertam congressistas jordanianos

Categorias
IsraelJordâniaNotíciaOriente MédioPalestina
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments