Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Exército libanês detém nove pessoas por violência em Beirute

BEIRUT, LEBANON - OCTOBER 14: Security forces are deployed to the protest after fire was opened on the demonstrators from some buildings at the Et-Tayyuna area during a demonstration as protesters march to the Beirut Palace of Justice, demanding the replacement of the judge Tariq al-Bitar, who investigated the explosion that took place in Beirut Harbor last year in Beirut, Lebanon on October 14, 2021. ( Houssam Shabaro - Anadolu Agency )

O exército libanês anunciou a prisão de nove pessoas, incluindo um cidadão sírio, em conexão com os tiros que irromperam em Beirute na quinta-feira, relatou a Agência Anadolu.

Em uma declaração no Twitter, o exército disse que havia reforçado suas forças nas áreas que testemunharam os confrontos que ocorreram depois que pistoleiros desconhecidos abriram fogo sobre membros do grupo Hezbollah e do Movimento Amal, destacando patrulhas para evitar mais violência.

Também acrescentou que o comando do exército estava em contato com as partes envolvidas para conter a situação e impedir combates mais amplos.

No início desta quinta-feira, pistoleiros desconhecidos abriram fogo no protesto perto do Palácio da Justiça, matando pelo menos seis pessoas e ferindo outras 32.

O protesto foi realizado para exigir a remoção de Tarek Bitar, o juiz que dirigia a investigação da explosão mortal do porto de Beirute no ano passado, dado que o tribunal indeferiu uma queixa contra ele e permitiu que ele continuasse a investigação.

LEIA: Pessoas por trás da violência em Beirute serão responsabilizadas, diz presidente do Líbano

Comentando a violência, o Hezbollah e Amal divulgaram uma declaração conjunta acusando um “grupo armado” afiliado ao partido das Forças Libanesas, liderado por Samir Geagea, de estar por trás do ataque.

Os militares libaneses disseram em uma declaração que os manifestantes foram atacados enquanto se dirigiam para o Palácio da Justiça.

A explosão do porto de Beirute em agosto de 2020 matou mais de 200 pessoas, feriu cerca de 6.000 e deixou cerca de 300.000 desabrigados, além de causar danos maciços e enfraquecer ainda mais a já frágil economia do Líbano.

Categorias
LíbanoNotíciaOriente Médio
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments