Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

OIM está ‘profundamente preocupada’ com o número de mortos e migrantes desaparecidos que se dirigem para as Ilhas Canárias

Migrantes sentam-se em um píer do porto de Los Cristianos enquanto são assistidos por equipes de emergência em seu resgate na costa da Ilha Canária de Tenerife, em 26 de março de 2021 [Desiree Martin/AFP via Getty Images]

A Organização Internacional para as Migrações (OIM) disse estar extremamente preocupada com o aumento acentuado nas mortes e desaparecimentos no mar de migrantes que tentam chegar às Ilhas Canárias ao longo da costa da África Ocidental.

Em um relatório divulgado na semana passada, a organização disse que, no final de agosto, seu Projeto de Migrantes Desaparecidos registrou 785 pessoas, incluindo 177 mulheres e 50 crianças, que morreram ou desapareceram até agora este ano enquanto se dirigiam para as Canárias.

De acordo com o relatório, agosto foi o mês mais letal em termos de mortes documentadas, com 379 vidas perdidas, quase metade do número total de mortes registradas em 2021.

O relatório citou Frank Laczko, diretor do Global Migration Data Analysis Center da OIM, dizendo que “naufrágios invisíveis, nos quais não há sobreviventes, são considerados ocorrências frequentes nesta rota, mas são quase impossíveis de verificar”.

LEIA: 344 migrantes são resgatados na costa do Marrocos

 

Categorias
ÁfricaEspanhaEuropa & RússiaNotíciaOIMOrganizações Internacionais
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments