Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Khalida Jarrar visita o túmulo de sua filha após ser libertada da prisão

Khalida Jarrar visita o túmulo de sua filha após ser libertada da prisão [@SBPal_Eng/Twitter]

Khalida Jarrar, membro da Frente Popular para a Libertação da Palestina (FPLP), caiu em lágrimas diante do túmulo de sua filha, neste domingo (26), após ser libertada de uma cadeia israelense e finalmente poder visitá-lo.

O vídeo viralizou nas redes sociais.

Após completar sua pena de dois anos de prisão, sem poder comparecer ao velório, Khalida foi prontamente ao cemitério onde está sua filha.

Khalida Jarrar visita o túmulo de sua filha após ser libertada da prisão

Khalida Jarrar, hoje com 58 anos, foi detida dentro de sua casa na cidade de Ramallah, Cisjordânia ocupada, em 31 de outubro de 2019, acusada de filiação a um grupo criminalizado por Israel — isto é, a FPLP.

Em julho, sua filha Suha foi encontrada morta perto de um complexo médico de Ramallah.

Sua família confirmou que óbito decorreu de causas naturais.

Segundo estimativas das Nações Unidas, cerca de 4.500 palestinos permanecem nas cadeias de Israel — 41 mulheres, 160 menores de idade e 360 prisioneiros sob detenção administrativa; isto é, sem julgamento ou sequer acusação.

LEIA: Filha de Khalida Jarrar, líder da FPLP, morreu de causas naturais, confirma família

Categorias
IsraelNotíciaOriente MédioPalestina
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments