Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Polícia de Israel mata médico palestino em Jerusalém

Forças israelenses são vistas depois que o médico palestino Hazem Al-Joulani, 50, foi baleado em Jerusalém Oriental, em 10 de setembro de 2021 [Mostafa Alkharouf/Agência Anadolu]

O médico palestino Hazem Al-Joulani, 50, na noite de sexta-feira, sucumbiu aos ferimentos sofridos no início do dia na Cidade Velha de Jerusalém, informou a Quds Press.

O Comitê de Prisioneiros e Presos Libertados da Organização para a Libertação da Palestina (OLP) confirmou que Al-Joulani sucumbiu aos ferimentos após ser internado em um hospital israelense.

Fontes de segurança israelenses afirmaram que a polícia israelense abriu fogo contra Al-Joulani quando ele tentou esfaquear um policial israelense. Nenhuma vítima foi registrada entre a polícia israelense.

Após o incidente, a polícia de ocupação israelense fechou os portões da Cidade Velha.

Testemunhas disseram que as forças de ocupação israelenses invadiram o bairro de Shu’fat em Jerusalém, invadiram a casa de Al-Joulani e detiveram seus irmãos e filhos.

Esse incidente ocorreu em meio a invasões crescentes de colonos israelenses na mesquita de Al-Aqsa na Cidade Velha, desconsiderando os muçulmanos que observavam os colonos judeus vagando livremente dentro do lugar mais sagrado para os muçulmanos na Palestina, enquanto eram banidos ou expulsos dele.

LEIA: Quantos palestinos mais devem morrer pela “segurança” de Israel?

Categorias
IsraelNotíciaOriente MédioPalestina
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments