Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Reconstrução de Gaza e suspensão de medidas israelenses contra palestinos são chave para a paz, diz ministro jordaniano

O ministro das Relações Exteriores da Jordânia, Ayman Al-Safadi, em Moscou, Rússia, em 3 de fevereiro de 2021 [Ministério das Relações Exteriores da Rússia/Agência Anadolu]

A reconstrução da Faixa de Gaza ocupada e a cessação de “todas as medidas israelenses provocativas e ilegais são inevitáveis ​​para alcançar a solução de dois Estados”, disse ontem o ministro das Relações Exteriores da Jordânia, Ayman Safadi.

“A causa palestina foi, e continua sendo, nossa primeira prioridade”, disse Safadi a representantes na 156ª sessão do Conselho da Liga Árabe.

Ele acrescentou que a expansão na construção de assentamentos israelenses ilegais, o confisco de terras e o deslocamento de palestinos de suas casas estavam “ameaçando as chances de alcançar a paz”.

“A região permanecerá cativa do conflito até que a ocupação israelense acabe com ele e o povo palestino obtenha todos os seus direitos com base na solução de dois Estados e de acordo com as resoluções internacionais”, reiterou Safadi.

O oficial jordaniano pediu “respeito à situação histórica e legal na sagrada mesquita de Al-Aqsa”, observando que a violação de sua santidade “está provocando centenas de milhões de muçulmanos e cristãos em todo o mundo”.

Safadi enfatizou a “necessidade de respeitar os direitos dos habitantes de Jerusalém em Sheikh Jarrah e Silwan em suas casas”, acrescentando que o deslocamento de palestinos não seria “aceito”.

LEIA: Jordânia, Egito e Palestina repudiam tentativas de Israel de mudar status de Jerusalém

Categorias
IsraelJordâniaNotíciaOriente MédioPalestina
Show Comments
Show Comments