Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

AP alerta Israel contra ataques a prisioneiros palestinos

Centenas de palestinos protestam contra abusos israelenses contra prisioneiros nas cadeias da ocupação, em Jabalia, Gaza, 8 de setembro de 2021 [Ali Jadallah/Agência Anadolu]

Nesta quinta-feira (9), a Autoridade Palestina (AP) alertou Israel das consequências de seus ataques contínuos contra prisioneiros palestinos mantidos sob custódia da ocupação.

“Figuras de liderança emitiram uma mensagem clara a Israel, ao adverti-los contra manter as agressões aos palestinos detidos”, afirmou Qadura Fares, presidente da organização não-governamental Clube dos Prisioneiros Palestinos, à agência Anadolu.

Fares reiterou que a Autoridade Palestina responsabilizou Tel Aviv pelas “repercussões e consequências de seus ataques contra prisioneiros, em curso há dias”.

Segundo o ativista, a repressão israelense impõe riscos de escalada na região.

“A Autoridade Palestina exortou ainda os Estados Unidos a pressionar Israel para encerrar seus ataques contra os prisioneiros palestinos”, acrescentou.

Fontes do governo em Ramallah confirmaram que guardas da ocupação insistem em abusos arbitrários contra detentos palestinos. Pelo terceiro dia, Israel impôs medidas punitivas em suas prisões, incluindo violência física e transferência a outras unidades carcerárias.

A recente campanha israelense sucedeu a fuga de seis prisioneiros palestinos da penitenciária de segurança máxima de Gilboa, na madrugada de segunda-feira (6), por meio de um túnel escavado com utensílios de cozinha.

Há atualmente cerca de 4.500 palestinos nas cadeias de Israel — incluindo 41 mulheres, 160 menores e 360 pessoas sob detenção administrativa, sem acusação ou julgamento.

LEIA: Israel aumenta alerta de segurança; caçada aos fugitivos continua

Categorias
IsraelNotíciaOriente MédioPalestina
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments