Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Judoca argelino é suspenso por recusar-se a enfrentar oponente israelense

Judoca argelino Fethi Nourine, 30 de julho de 2021 [Twitter/@staddoha]

A Federação Internacional de Judô (FIJ) baniu o judoca argelino Fethi Nourine e seu treinador Ammar Benikhlef de todas as suas atividades ou competições por dez anos, após o atleta recusar-se a enfrentar o israelense Tohar Butbul nas Olimpíadas de Tóquio 2020.

Nourine e Benikhlef justificaram sua recusa como boicote em apoio à causa palestina.

Na ocasião, o Comitê Olímpico Internacional considerou a decisão como “violação das regulações da Carta Olímpica”.

O banimento é válido desde 23 de julho de 2021, mas o judoca e seu técnico podem entrar com recurso em até 21 dias.

Ao retornar à Argélia em julho, Nourine insistiu à imprensa: “Meu treinador e eu tomamos a decisão juntos e tenho orgulho dela. Esta decisão honra a mim primeiro, então minha família e o povo argelino, pois o presidente Abdelmadjid Tebboune reiterou ao mundo que não aceitamos a normalização e defendemos a causa palestina”.

LEIA: Argélia como um todo opõe-se a aliança Marrocos-Israel, afirma ministro

Categorias
ÁfricaArgéliaIsraelNotíciaOriente MédioPalestina
Show Comments
Show Comments