Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Restaurante palestino oferece 900 refeições para refugiados afegãos que chegam ao aeroporto de Manchester

Refugiados do Afeganistão no pátio de um hotel próximo Aeroporto de Manchester em 25 de agosto de 2021 em Manchester, Inglaterra [Christopher Furlong / Getty Images]

Um restaurante palestino em Didsbury, Manchester, preparou 900 refeições para refugiados afegãos e as entregou no aeroporto onde pousariam.

A imprensa relatou que Ali Yousef e sua esposa Aisha, cofundadora da Baity, trabalharam com a Islamic Relief para preparar frango com sete temperos, arroz com açafrão e feijão verde com manteiga, após receberem um telefonema informando que um avião de refugiados chegaria ao aeroporto de Manchester.

“Nosso trabalho não tem envolvimento político ou institucional – fazemos parceria com a Islamic Relief para ajudar”, disse Ali.

“Eu sou palestino e minha família deixou o Kuwait quando Saddam Hussein o invadiu na década de 1990. Passamos por um processo de asilo no Reino Unido.

“Temos uma experiência compartilhada e uma conexão. Por ser tão perto de casa, sinto que tenho o dever de ajudar aqueles que sofrem agora.”

LEIA: Polônia planeja ‘estado de emergência’ contra fluxo de refugiados

No início deste mês, o governo anunciou que estava levando 20.000 refugiados afegãos por meio de um programa oficial de reassentamento, enquanto vídeos circulavam mostrando milhares de afegãos tentando sair enquanto o Talibã assumia o governo em Cabul.

Na semana passada, duas explosões foram relatadas no aeroporto, matando pelo menos 95 e ferindo 150.

O esquema está sendo executado paralelamente à realocação e política de assistência afegã (ARAP) sob a qual afegãos que trabalharam para o exército britânico e o governo do Reino Unido no Afeganistão serão elegíveis para realocação.

Os críticos disseram que a promessa do Reino Unido de reassentamento não é suficiente. Outros intervieram, incluindo o Airbnb, que disse que fornecerá moradia temporária para 20.000 refugiados afegãos em todo o mundo.

As instituições de caridade avisaram que muitos afegãos seguirão por rotas irregulares, por exemplo em botes que cruzam o Canal da Mancha, e que serão empurrados para os braços dos traficantes.

Aproximadamente 14.000 foram retirados do país pelas forças britânicas em menos de duas semanas e estão em quarentena em hotéis próximos aos aeroportos. Mulheres grávidas e crianças pequenas chegam sem nada ou simplesmente com saquinhos com poucos pertences.

Cerca de 114.000 pessoas no total foram evacuadas do Afeganistão desde 14 de agosto.

Dezoito milhões de afegãos, metade do país, dependem de ajuda humanitária; cerca de 3 milhões sofreram deslocamentos internos [Sabaaneh/Monitor do Oriente Médio]

Dezoito milhões de afegãos, metade do país, dependem de ajuda humanitária; cerca de 3 milhões sofreram deslocamentos internos [Sabaaneh/Monitor do Oriente Médio]

Categorias
AfeganistãoÁsia & AméricasEuropa & RússiaIraqueKuwaitNotíciaOriente MédioPalestinaReino Unido
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments