Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Aoun diz que barrar formação de governo pode empurrar Líbano ao caos

Presidente libanês Michel Aoun em Beirute, Líbano, em 17 de março de 2021 [Presidência do Líbano/ Agência Anadolu]
Presidente libanês Michel Aoun em Beirute, Líbano, em 17 de março de 2021 [Presidência do Líbano/ Agência Anadolu]

Sem citar nomes, o presidente libanês Michel Aoun acusou partidos de tentar impedir a formação de um novo governo e empurrar o país para o caos, relata a Reuters.

No início desta semana, Aoun e o Primeiro Ministro indicado Najib Mikati expressaram otimismo de que um governo poderia ser formado em breve para tirar o Líbano de sua crise financeira de dois anos, mas a perspectiva de um acordo iminente parece ter desaparecido.

“Várias forças estão trabalhando para impedir a criação de um governo e estão determinadas a empurrar o país em direção ao caos a fim de cumprir seus objetivos políticos,” disse a presidência em uma declaração, citando Aoun.

O documento diz que Aoun estava cooperando com Mikati, mas que outros grupos estavam aumentando as demandas sobre posições no futuro gabinete com o objetivo de forçar Mikati a renunciar, um resultado que o presidente disse não querer.

Mikati disse mais tarde em um comunicado citado pela emissora Al-Jadeed que continuaria seus esforços para formar um governo, primeiro passo necessário para começar a tirar o Líbano de uma crise que se agravou com a escassez de combustível.

O Líbano tem sido administrado por um governo interino desde a renúncia do gabinete do primeiro-ministro Hassan Diab após a explosão devastadora no porto de Beirute há um ano.

A formação de um gabinete tem sido muito dificultada pelas rivalidades sectárias e faccionais do Líbano.

LEIA: Hezbollah organiza transporte de petróleo do Irã para ajudar o Líbano

 

 

Categorias
LíbanoNotíciaOriente Médio
Show Comments
Show Comments