Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

EUA saúdam decisão sudanesa de entregar ex-ditador a Haia

Omar al-Bashir (centro), ex-ditador do Sudão, durante seu julgamento sobre o golpe militar de 1989, na capital Cartum, em 2 de fevereiro de 2021 [Mahmoud Hjaj/Agência Anadolu]
Omar al-Bashir (centro), ex-ditador do Sudão, durante seu julgamento sobre o golpe militar de 1989, na capital Cartum, em 2 de fevereiro de 2021 [Mahmoud Hjaj/Agência Anadolu]

Nesta quarta-feira (11), os Estados Unidos agradeceram formalmente a decisão do Sudão de entregar o ex-ditador Omar al-Bashir ao Tribunal Penal Internacional (TPI).

Ned Price, porta-voz do Departamento de Estado, confirmou a repórteres que seu governo acolheu a decisão sudanesa, ao descrevê-la como grande passo do país norte-africano em seu combate a décadas de injustiça e impunidade.

Ainda ontem, a chanceler sudanesa Maryam al-Sadiq al-Mahdi anunciou a deliberação do gabinete para remeter Bashir e dois assessores — acusados de crimes de guerra na região de Darfur, oeste do Sudão — à corte sediada em Haia.

Al-Mahdi confirmou a decisão durante um encontro com Karim Assad Khan, promotor-chefe do tribunal internacional, em visita ao Sudão, conforme informações da agência SUNA.

A ministra reiterou a cooperação plena de seu país com Haia — “para conquistar justiça às vítimas da guerra em Darfur”.

Após semanas de protestos populares, em 11 de abril de 2019, o exército sudanês depôs o longevo regime de Bashir, que governava o país desde 1989.

LEIA: Atletas refugiados vivem momentos marcantes na Olimpíada de Tóquio 2020

Categorias
ÁfricaÁsia & AméricasEUANotíciaOrganizações InternacionaisSudãoTPI
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments