Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Adesão de Israel à União Africana não afetará o apoio do grupo à Palestina, diz chanceler da Argélia

Sabri Boukadoum, Ministro das Relações Exteriores da Argélia, em Tunis, Tunísia, em 26 de abril de 2019 [Yassine Gaidi/Agência Anadolu]

O Ministério das Relações Exteriores da Argélia disse que aceitar Israel como Estado observador da União Africana não afetará o apoio da organização à Palestina.

Em uma declaração, o ministério observou que a decisão de aceitar Israel como novo observador foi tomada sem consultar todos os Estados membros, acrescentando que a decisão não afetaria o apoio consistente do órgão à causa palestina.

Enquanto isso, a declaração reiterou o compromisso da UA de incorporar os direitos nacionais inalienáveis do povo palestino, incluindo seu direito de estabelecer seu Estado independente com Jerusalém como sua capital.

“A Argélia, que contribuiu amplamente para o estabelecimento e consolidação da parceria estratégica entre a África e o mundo árabe, continuará seus esforços para fortalecer a solidariedade entre os dois grupos em benefício de todos os seus povos”, disse a declaração.

Na quinta-feira, o embaixador israelense Aleli Admasu apresentou suas credenciais a Moussa Faki Mahamat, presidente da Comissão da União Africana, na sede da UA na capital da Etiópia, Adis Abeba.

“Este é um dia de celebração das relações Israel-África”, disse o Ministro das Relações Exteriores israelense Yair Lapid.

LEIA: Investigação da ONU sobre ‘alegadas violações’ israelenses será conduzida por um ex-juiz sul-africano

Categorias
ÁfricaArgéliaIsraelNotíciaOrganizações InternacionaisOriente MédioPalestinaUnião Africana
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments