Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Israel deu medicamentos vencidos a prisioneiros palestinos, diz grupo de direitos

Prisioneiro palestino, Muhammad Barash [snadps/Twitter]

A Comissão Palestina para Assuntos de Detidos e Ex-Detidos disse que a administração da prisão israelense deu medicamentos vencidos ao prisioneiro palestino, Muhammad Barash, que atualmente está detido na prisão de Ashkelon.

Barash informou ao advogado da comissão que, há duas semanas, percebeu que a administração da prisão estava lhe fornecendo remédios para colesterol que haviam expirado em janeiro.

Em seu relatório, a comissão apontou que Barash está incapacitado, com seu pé esquerdo amputado. Ele também sofre de hipertensão, bolhas nos ouvidos, visão deficiente e taquicardia ou aumento da frequência cardíaca. Teme-se que o medicamento possa agravar suas condições.

De acordo com a comissão, Barash precisa de uma operação nos ouvidos e de novos aparelhos auditivos, bem como de tratamento médico para o pé amputado, mas a administração penitenciária atrasou sua transferência para tratamento.

O homem de 44 anos é do campo de refugiados de Al-Amari, a sudoeste da Ramallah ocupada, e está detido desde 2003. Ele está cumprindo três sentenças de prisão perpétua em Ashkelon.

LEIA: Marwan Barghouti está no topo da lista de troca de prisioneiros, diz o Hamas

Categorias
IsraelNotíciaOriente MédioPalestina
Show Comments
Show Comments