Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Israel atira e mata mais um palestino de 15 anos em Nablus

Soldados israelenses disparam contra palestinos em Jerusalém em 24 de dezembro de 2019 [Mostafa Alkharouf/Agência Anadolu]

Um menino de 15 anos morreu ontem devido aos ferimentos depois de ser baleado com munição real pelas forças de ocupação israelenses em Beita, um vilarejo ao sul de Nablus.

Ahmad Zahi Ibrahim Bani Shamsa passou um dia na UTI antes de ser declarado morto pelo Ministério da Saúde palestino.

As forças de ocupação alegaram que Bani Shamsa se aproximou do posto avançado israelense ilegal em Beita com um grupo de amigos, um deles “atirou um objeto suspeito nele, que explodiu ao lado do soldado”.

O soldado então atirou no adolescente que foi atingido e gravemente ferido. Não houve vítimas israelenses.

Enquanto os palestinos continuam a realizar protestos semanais contra a construção de um assentamento judeu ilegal perto de Beita, as forças de ocupação abriram fogo contra os manifestantes. Três outros residentes de Beita foram mortos por fogo israelense na semana passada, incluindo outro adolescente, Mohammad Hamayel, de 15 anos.

O anúncio da morte de Shamsa foi feito no mesmo dia em que um policial israelense foi acusado de homicídio imprudente um ano após o assassinato de um palestino autista na Cidade Velha de Jerusalém.

LEIA: Exército israelense atira na cabeça de jovem palestino

Categorias
Ásia & AméricasIsraelNotíciaOriente MédioPalestina
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments