Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Israel gasta US$37 milhões por dia com a guerra em Gaza

Prédios danificados após ataques aéreos israelense contra a Faixa de Gaza, 17 de maio de 2021 [Ali Jadallah/Agência Anadolu]
Prédios danificados após ataques aéreos israelense contra a Faixa de Gaza, 17 de maio de 2021 [Ali Jadallah/Agência Anadolu]

Israel amarga cerca de US$37 milhões em perdas econômicas diretas diariamente ao manter seu bombardeio contra a Faixa de Gaza, alertou o jornal israelense Yedioth Ahronoth.

Segundo as informações, ao longo dos primeiros oito dias de campanha aérea contra Gaza, a economia israelense sofreu prejuízos equivalentes aos cinquenta dias de guerra em 2014.

O jornal observou que mais de quatro mil israelenses solicitaram indenização por danos às suas casas, móveis, veículos e propriedades.

Fábricas, depósitos, empresas, lojas e terras agrárias ao redor de Gaza sofreram perdas devido a foguetes caseiros lançados em resposta à ofensiva de Israel.

Segundo o jornal, apenas na primeira semana da chamada Operação Guardião dos Muros — codinome do ataque israelense —, grupos palestinos dispararam em torno de 3.500 foguetes ao território sionista, comparados a 4.500 ao longo de cinquenta dias em 2014.

LEIA: Segundo B’Tselem, Israel está cometendo crimes de guerra na Faixa de Gaza

Em entrevista ao jornal israelense The Jerusalem Post, o engenheiro e expert em mísseis Uzi Rubin estimou o custo de cada foguete artesanal de curto alcance disparado pelo Hamas como algo entre US$300 a US$800 cada.

Rubin destacou que os melhores foguetes do Hamas são “relativamente simples” e “baratos”.

Tal Inbar, ex-presidente do Centro de Pesquisa Espacial do Instituto Fisher, estimou o custo dos interceptores vinculados ao sistema de defesa israelense — conhecido como Domo de Ferro — entre US$50 mil e US$100 mil cada.

Foguetes de longo alcance da resistência palestina são apenas duas ou três vezes mais caros que suas versões de curto alcance, observou Inbar, de modo que seu custo individual não passa de alguns milhares de dólares.

Desde 10 de maio, Israel mantém uma campanha aérea intensiva contra a Faixa de Gaza.

Segundo autoridades de saúde locais, 217 palestinos foram mortos, incluindo 63 crianças, 36 mulheres e 16 idosos, além de 1.500 feridos — cinquenta em estado grave.

Dez israelenses também faleceram.

Não há direitos humanos em Gaza [Sabaaneh/Monitor do Oriente Médio]

Não há direitos humanos em Gaza [Sabaaneh/Monitor do Oriente Médio]

Categorias
IsraelNotíciaOriente MédioPalestina
Show Comments
Show Comments