Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Procurador-geral do Sudão renuncia após o governo despedir juízes

Sudanês agitam bandeiras nacionais em 27 de maio de 2019 [Ebrahim Hamid/ AFP/ Getty]
Sudanês agitam bandeiras nacionais em 27 de maio de 2019 [Ebrahim Hamid/ AFP/ Getty]

Os meios de comunicação sudaneses relataram que o procurador-geral do país, Tag El-Sir El-Hibir, apresentou sua renúncia ao Conselho de Soberania de transição em um contexto de divergências dentro da instituição judicial.

O jornal Al Jareeda informou que El-Hibir apresentou sua renúncia quando as diferenças surgiram depois que o Comitê Sudanês sobre o Desmantelamento do Regime de 30 de junho demitiu 56 juízes e 26 promotores. 30 de junho é a data em que o deposto presidente Omar Al-Bashir liderou um golpe sem derramamento de sangue em 1989.

O procurador-geral protestou contra a decisão, alegando que isso atrasa o seu trabalho e dificulta a sua independência, e que as decisões afetaram procuradores encarregados de comissões que investigavam suspeitas de corrupção de outros procuradores.

LEIA: Sudão aposenta 131 oficiais de inteligência e remove vínculos com o antigo regime

Categorias
ÁfricaNotíciaSudão
Show Comments
Show Comments