Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Presidente argelino ameaça reprimir “incitação e desvios perigosos” do movimento Hirak’

O presidente argelino, Abdelmadjid Tebboune, em um discurso durante a cerimônia formal de posse na capital, Argel em 19 de dezembro de 2019 [RYAD KRAMDI / AFP via Getty Images]
O presidente argelino, Abdelmadjid Tebboune, em um discurso durante a cerimônia formal de posse na capital, Argel em 19 de dezembro de 2019 [RYAD KRAMDI / AFP via Getty Images]

O presidente argelino, Abdelmadjid Tebboune, emitiu na terça-feira um alerta ao movimento de protesto Hirak pedindo a reforma do sistema político do país, enfatizando que as autoridades não irão tolerar o incitamento e desvios perigosos cometidos pelos manifestantes Hirak.

O alerta vem depois que o movimento popular argelino realizou sua manifestação semanal na capital, Argel, na terça-feira. Durante a manifestação, uma multidão de estudantes, professores e ativistas exigiu a libertação dos presos por participarem dos protestos.

O Presidente Tebboune presidiu uma reunião do Conselho Supremo de Segurança durante a qual, segundo comunicado oficial, “ele considerou as ações instigantes e desvios perigosos cometidos por círculos separatistas, e movimentos ilegais que podem ser referidos como terrorismo, aproveitando o manifestações semanais. ”

Para ele, são “ desvios que nada têm a ver com democracia e direitos humanos”.

De acordo com o comunicado, Tebboune ordenou: “A aplicação imediata e estrita da lei com o objetivo de acabar com essas atividades suspeitas e abusos sem precedentes, especialmente contra instituições e símbolos do Estado, na tentativa de impedir o caminho democrático e o desenvolvimento na Argélia”.

LEIA: Partido da oposição mais antigo da Argélia boicota eleições

O comunicado indicou que o presidente elogiou os esforços das instituições do Estado para garantir o sucesso das eleições legislativas marcadas para 12 de junho, ao mesmo tempo que destacou: “A necessidade de tomar todas as medidas necessárias para a realização deste evento nas condições mais convenientes”.

Anteriormente, Tebboune apelou à realização de eleições legislativas antecipadas na tentativa de resolver a grave crise política, social e económica testemunhada pelo país mais populoso da região do Magrebe.

No entanto, os manifestantes de Hirak continuam a expressar sua rejeição às eleições antecipadas que Tebboune convocou após a dissolução da Assembleia Nacional do Povo em fevereiro passado.

Categorias
ÁfricaArgéliaNotícia
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments