Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Militares em Gaza protestam contra a decisão da AP de forçá-los a se aposentar

Estas medidas, tomadas pelo presidente e pelo governo palestino, foram adotadas sem uma lei ou decreto presidencial e foram recebidas com objeções abrangentes por organizações da sociedade civil Palestina

Oficiais militares aposentados na Faixa de Gaza sitiada realizaram ontem (7) uma manifestação exigindo que a Autoridade Palestina retirasse a lei de aposentadoria compulsória que foi implementada em 2017

Em ato realizado do lado de fora da Autoridade de Seguros e Pensões na Cidade de Gaza, eles exigiram que o presidente Mahmoud Abbas e membros do Comitê Central da Fatah cancelem a lei de aposentadoria compulsória que foi instituída contra os militares em Gaza.

Suas condições de vida, acrescentaram, se deterioraram como resultado da ordem que agravou as já sufocantes condições econômicas na Faixa que resultam do cerco em andamento de Israel.

Em 2017, a Autoridade Palestina parou de pagar combustível para eletricidade em Gaza e os salários de centenas de pessoas e forçou mais de 6.000 funcionários públicos a se aposentarem antecipadamente, como forma de pressionar o governo do Hamas em Gaza a se render e entregar o poder ao Fatah .

LEIA: A realidade política e o conceito nacional da independência palestina

Categorias
IsraelNotíciaOriente MédioPalestinaVídeos & Fotojornalismo
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments