Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Prisioneiros políticos do Egito têm pão e frutas negados

Ramy Shaath (esq.) [AmnestyAR / Twitter] e Zyad El-Elaimy (dir.). [haythamabokhal1/Twitter]
Ramy Shaath (esq.) [AmnestyAR / Twitter] e Zyad El-Elaimy (dir.). [haythamabokhal1/Twitter]

A Rede Árabe para Informações sobre Direitos Humanos recolheu testemunhos de famílias de presos políticos que mostram que lhes são negados alimentos simples, como pão e fruta, relata o New Arab.

Um dos depoimentos foi da mãe de Alaa Abdelfattah: “Eles [as autoridades penitenciárias] se recusaram a levar lenços umedecidos, cominho e tomilho, mas não era a primeira vez. Finalmente decidiram não levar dois tipos de frutas, então tive que escolher entre mangas e uvas”.

“No geral, pode parecer mais lógico do que da última vez, quando me pediram para escolher entre azeite e mel!”, disse Dr. Laila Souieff.

Alaa foi preso às 6h do lado de fora de uma delegacia de polícia em 2019, como parte de uma repressão do regime contra os protestos de 20 de setembro.

Ziad El-Elaimy, uma ex-parlamentar atualmente detida antes do julgamento, disse que não estava autorizada a dar pão para diabetes para seu filho, enquanto a irmã de Ramy Shaath disse que não estava autorizada a dar frutas ao irmão.

LEIA: Prisioneiros políticos como moeda de troca

Ziad e Ramy estão detidos na Prisão de Tora e foram colocados na chamada lista de terroristas.

As autoridades proibiram a esposa do membro de 6 de abril Walid Shawky de comer mangas e também tâmaras durante o Ramadã, quando elas são tradicionalmente comidas para quebrar o jejum.

Existem cerca de 60.000 prisioneiros políticos no Egito que são mantidos em condições terríveis, incluindo em celas superlotadas e com pouco acesso à luz solar.

Os presos recebem comida insuficiente e, portanto, os membros da família trazem alimentos para eles. No entanto, desde que as restrições se tornaram mais rígidas com a pandemia do coronavírus e, em alguns casos, proibições diretas foram implementadas nas visitas, muitos detidos não estão recebendo alimentos suficientes.

A tortura nas prisões egípcias é sistemática e aos prisioneiros são regularmente negados cuidados médicos, alertaram grupos de direitos humanos repetidamente.

 

Categorias
ÁfricaEgitoNotícia
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments