Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Lavrov exige que os EUA e Israel não tenham como alvo locais do regime sírio

O Ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergey Lavrov, na Croácia em 16 de dezembro de 2020. [Stipe Majic / Agência Anadolu]
O Ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergey Lavrov, na Croácia em 16 de dezembro de 2020. [Stipe Majic / Agência Anadolu]

O ministro das Relações Exteriores da Rússia exigiu que os Estados Unidos e Israel não visassem locais conectados ao regime sírio. Sergey Lavrov fez seus comentários durante uma coletiva de imprensa em Moscou, na segunda-feira (18).

Lavrov revelou que seu país pediu a Israel para fornecer informações sobre as supostas ameaças à segurança provenientes do território sírio, a fim de resolver o assunto. “Se Israel for forçado, como afirmam, a responder às ameaças à segurança que emanam do território sírio, dissemos várias vezes aos nossos homólogos israelenses para nos fornecer informações relevantes.”

Ele ressaltou que a Rússia não quer usar terras da Síria contra Israel ou transformá-las em uma arena para um confronto Irã-Israelense, acrescentando:

Se você tiver fatos que comprovem que uma ameaça ao seu estado emana do território sírio, informe-nos imediatamente, e tomaremos medidas para neutralizá-la.

LEIA: Milícias iranianas se reposicionam após ataques aéreos de Israel na Síria

Segundo o ministro, Moscou não recebeu uma resposta tangível para isso, mas continua propondo a solução.

Lavrov continuou descrevendo a presença dos EUA na Síria como uma violação flagrante das decisões tomadas em nível internacional. Ele indicou que a Rússia não se envolverá em um confronto militar com os americanos e exigiu que as forças dos EUA não visassem locais pertencentes ao governo sírio.

“Temos contatos com os Estados Unidos por meio de canais militares”, explicou, “não porque reconhecemos a legitimidade de sua presença na Síria, mas simplesmente porque eles devem atuar dentro de regras específicas”.

LEIA: Síria pede à ONU que tome medidas ‘imediatas’ contra ataques aéreos israelenses

Categorias
Ásia & AméricasEUAEuropa & RússiaIsraelNotíciaOriente MédioRússiaSíria
Show Comments
Show Comments