Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Setor de seguros sudanês faz doação em apoio ao exército

Chefe do Conselho Soberano do Sudão, general Abdel Fatah Al-Burhan, em Cartum, Sudão, em 15 de setembro de 2020. [Mazen Mahdi/AFP/Getty Images]
Chefe do Conselho Soberano do Sudão, general Abdel Fatah Al-Burhan, em Cartum, Sudão, em 15 de setembro de 2020. [Mazen Mahdi/AFP/Getty Images]

As seguradoras e a Organização Nacional de Supervisão de Seguros do Sudão anunciaram uma doação de 100 bilhões de libras sudanesas (US$ 1,8 milhão) para apoiar as forças armadas.

Segundo Mohammad Sati, representante do setor de seguros, funcionários de todo o país doaram cinco dias de salário para o exército. Ele fez o anúncio no lançamento da iniciativa do setor privado de apoio às Forças Armadas. Estiveram presentes o tenente-general Abdel Fattah Al-Burhan, presidente do Conselho de Soberania e comandante-chefe das Forças Armadas, bem como o primeiro-ministro, Abdalla Hamdok.

Sati destacou o papel proeminente que as forças armadas continuam a desempenhar na defesa do Sudão. Ele também elogiou as medidas tomadas pelas forças armadas nas fronteiras orientais e o envio de tropas para proteger e recuperar terras sudanesas.

LEIA: Partido Umma do Sudão congela as operações das Forças de Liberdade e Mudança

No mesmo evento, Taha Al-Tayeb Ahmed, presidente da União de Bancos Sudaneses, defendeu o estabelecimento de um novo modelo de desenvolvimento para as regiões de fronteira criando parcerias entre os setores público e privado. Ele disse que o setor bancário terá uma participação no financiamento dessa iniciativa.

Al-Tayeb também anunciou que 49 bancos em todo o país vêm arrecadando doações em uma conta aberta pela União em moeda local para esta iniciativa. Os bancos também começarão a comercializar a proposta para clientes em moedas locais e estrangeiras.

O setor de mineração, por sua vez, anunciou uma doação de 42 bilhões de libras sudanesas (US$ 760.000) em apoio às forças armadas. O representante do setor de mineração, Ahmed Abdel Salam, disse que a doação é uma prova de apoio como um dever nacional para com as Forças Armadas.

LEIA: Sudão protesta contra normalização com Israel

Categorias
ÁfricaNotíciaSudão
Show Comments
Show Comments