Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Centenas de milhares de crianças do Iêmen morrerão em poucos meses, diz ONU

Crianças em frente a barracas improvisadas no campo de refugiados de Darwan, em Sana´a, Iêmen, em 11 de abril de 2018. [Mohammed Hamoud/Agência Anadolu]
Crianças em frente a barracas improvisadas no campo de refugiados de Darwan, em Sana´a, Iêmen, em 11 de abril de 2018. [Mohammed Hamoud/Agência Anadolu]

O Escritório das Nações Unidas para a Coordenação de Assuntos Humanitários (OCHA) alertou nesta terça (5) para o risco iminente de morte de crianças no Iêmen devido à falta de assistência humanitária.

“Sem ação urgente, centenas de milhares de crianças morrerão no Iêmen nos próximos meses”, disse OCHA no Twitter.

As organizações da ONU que operam no Iêmen têm sofrido com a falta de financiamento internacional, o que, segundo as informações, afetou negativamente as operações de vários programas humanitários no país devastado pela guerra.

A ONU disse recentemente que a continuação do conflito e a falta de financiamento humanitário levariam a uma “disseminação da fome em todo o Iêmen”.

O país está mergulhado na guerra desde que os houthis expulsaram o governo na capital Sanaa no final de 2014, o que levou uma coalizão liderada pelos sauditas a intervir em março de 2015. O conflito resultou em cerca de 24 milhões de iemenitas – 80% da população – dependerem de ajuda, enquanto outros 20 milhões não têm alimentos suficientes e acesso à água potável. Mesmo antes do surto do novo coronavírus, o sistema de saúde já estava em colapso.

A ONU disse repetidamente que o Iêmen vive a pior crise humanitária do mundo.

LEIA: 172.000 iemenitas deslocados devido à guerra, em 2020, reporta ONU

Categorias
IêmenNotíciaONUOrganizações InternacionaisOriente Médio
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments