Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Especialista em antissemitismo e consultor do governo do Reino Unido entram em conflito sobre a definição da IHRA

Protesto contra a definição de antissemitismo da International Holocaust Remembrance Alliance (IHRA) em Londres, Reino Unido em 4 de setembro de 2018 [Dan Kitwood/ Getty Images]
Protesto contra a definição de antissemitismo da International Holocaust Remembrance Alliance (IHRA) em Londres, Reino Unido em 4 de setembro de 2018 [Dan Kitwood/ Getty Images]

Um dos maiores especialistas britânicos em antissemitismo entrou em confronto com o conselheiro do governo sobre racismo antissemita durante o Limmud Festival, um evento anual focado em temas judaicos organizado por uma instituição de caridade britânica. O professor David Feldman alertou sobre os perigos de adotar a controversa definição de antissemitismo da Aliança Internacional para a Memória do Holocausto (IHRA).

Feldman é o diretor do Instituto Pears para o Estudo do Antissemitismo no Birkbeck College, em Londres. De acordo com um relatório do Jewish Chronicle, ele repetiu os comentários feitos no Guardian no início deste mês, argumentando que a definição polêmica poderia minar os esforços de combate ao racismo. Lord John Mann discordou dele.

O artigo do Guardian foi uma resposta à pressão do governo britânico sobre as universidades para adotar a definição da IHRA ou enfrentar cortes de financiamento. Críticos como Feldman e o redator principal do código, Kenneth Stern, argumentam que não é adequado para o propósito e terá um “efeito inibidor” sobre a liberdade de expressão.

LEIA: Conceito de antissemitismo foi convertido em arma, alerta redator da IHRA

Sua principal objeção é que sete dos onze exemplos ilustrativos confundem o racismo antijudaico com a crítica ao estado de Israel. A definição universalmente aceita está incluída no código: “O antissemitismo é uma certa percepção dos judeus, que pode ser expressa como ódio aos judeus. As manifestações retóricas e físicas do antissemitismo são direcionadas a indivíduos judeus ou não judeus e/ou suas propriedades, para instituições da comunidade judaica e instalações religiosas. ”

Feldman forneceu exemplos da maneira como a definição da IHRA está afetando a liberdade de expressão nos campi, apontando que ela é invocada para evitar que eventos ocorram, como a Semana do Apartheid de Israel na Universidade de Lancashire Central. “A Semana do Apartheid de Israel não é algo que eu gostaria de apoiar, mas vivemos em uma sociedade na qual o protesto e a liberdade de expressão, que está dentro da lei e não é racista ou discurso antissemita, deveriam ser permitidos.”

Mann afirmou que não há evidências de que o cancelamento tenha algo a ver com a definição da IHRA. Havia outras preocupações, disse ele.

De acordo com Feldman, a experiência dos estudantes judeus deve ser levada em consideração, “[mas] não pode ser decisiva, porque nos levará ao caos.” Ele observou que os estudantes palestinos argumentam que a definição da IHRA é um exemplo de racismo antipalestino. “Temos que assumir que eles querem dizer isso sinceramente, então o que temos é um conjunto de visões subjetivas contra outro conjunto de visões subjetivas. E estamos em um impasse.”

Se dependermos de visões subjetivas para nossa interpretação do racismo, ele acrescentou, abrimos a porta para os nacionalistas brancos, o tipo de pessoa que vimos marchando em Charlottesville que dizia: nos sentimos oprimidos e os judeus não nos substituirão. ”

O argumento de Mann é de que a “IHRA não é uma ferramenta legal.” Na verdade, o que importa é que fica sob o limiar criminal. Aceitando que a definição da IHRA “não é perfeita”, o conselheiro do governo acrescentou: “[Mas] ela existe e está se mostrando muito útil. E está capacitando aqueles que querem se definir como sionistas, e não restringe a liberdade de expressão. ”

LEIA: Estudantes britânicos pedem às universidades que não adotem uma definição controversa de antissemitismo

Categorias
Europa & RússiaIsraelNotíciaOriente MédioPalestinaReino Unido
Show Comments
Show Comments