Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Emirados e Bahrein participam da cerimônia de Hanukkah no Muro Ocidental de Jerusalém

Iluminação histórica da Menorá no Muro das Lamentações em Jerusalém com uma delegação do Bahrein [Adam Milstein / Twitter]
Iluminação histórica da Menorá no Muro das Lamentações em Jerusalém com uma delegação do Bahrein [Adam Milstein / Twitter]

Uma delegação dos Emirados Árabes Unidos e Bahrein participou de uma cerimônia de acendimento de velas em Hanukkah no Muro Ocidental do complexo da Mesquita de Al-Aqsa na Jerusalém Oriental ocupada, na noite passada, relatou o Times of Israel.

Antes da cerimônia acontecer, o Rabino do Muro das Lamentações, Shmuel Rabinovitch, deu as boas-vindas e elogiou as delegações por celebrarem junto com os israelenses.

“É um milagre de Hanukkah ver a delegação dos Emirados Árabes Unidos e Bahrein aqui conosco participando da cerimônia de acendimento de velas de Hanukkah”, disse ele. “Quem teria acreditado que a paz chegaria à nossa casa de uma forma tão magnífica?”

O grupo que participou da cerimônia foi formado por ativistas sociais de países do Golfo, em visita a Israel no âmbito do Projeto Sharaka – o “Projeto de Cooperação” que visa criar laços entre jovens israelenses e países árabes.

LEIA: ‘Nossa soberania sobre o Saara Ocidental não vem às custas da Palestina’, alega partido marroquino

A ação das delegações árabes segue a normalização das relações com Israel, em um acordo intermediado pelos EUA.

Também estiveram presentes no evento o Ministro da Saúde israelense Yuli Edelstein, o Rabino Chefe de Jerusalém, Shlomo Moshe Amar e o Diretor Geral da Fundação do Patrimônio do Muro Ocidental, Mordechai Eliav.

Rabino Amar disse: “Esta iluminação une todo o povo de Israel. Dê uma boa olhada nas chamas, apesar de todos os seus tons e cores – é uma só. Uma que se eleva, ilumina e acende espontaneamente. Nós, o povo de Israel, somos feitos de tribos e comunidades diferentes, e essa é a nossa força. ”

No domingo, o Presidente Reuven Rivlin acolheu a delegação em sua residência em Jerusalém, onde lhes disse: “A vossa visita aqui é mais um passo no caminho para a construção de relações calorosas entre os nossos países. Desejo-lhes uma visita bem sucedida e estou feliz por me encontrar você aqui em Jerusalém. ”

De acordo com um comunicado do gabinete do presidente israelense, Majid a-Sarah, da Universidade de Dubai, um dos líderes da delegação, respondeu: “Visitar Israel pela primeira vez como parte de uma delegação é um momento histórico. Israel é um excelente exemplo de tolerância na região. Esta é uma nova era de paz e estabilidade entre os povos. ”

LEIA: É uma ironia que o chefe do Comitê Al-Quds tenha normalizado as ligações com o ocupante de Jerusalém

Categorias
BahreinEmirados Árabes UnidosIsraelNotíciaOriente MédioPalestinaVídeos & Fotojornalismo
Show Comments
Show Comments