Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Ministro de Israel alega que árabes são a causa do coronavírus no país

Homens de máscara caminham em Ramallah, Cisjordânia ocupada, durante surto de coronavírus na região, em 13 de julho de 2020 [Abbas Momani/AFP/Getty Images]

Cidadãos árabes e judeus ultra-ortodoxos são a causa do surto de coronavírus em Israel, afirmou no sábado (26) o Ministro da Justiça Avi Nissenkorn.

“As recentes manifestações em Tel Aviv não são a causa da propagação do coronavírus, pois a doença surgiu dentre as comunidades árabes e haredi [judaico ortodoxas], mas agora espalhou-se por todo o país” declarou o ministro à emissora Channel 12.

“Não quero dizer que a epidemia começou na sociedade árabe e ortodoxa”, retratou-se imediatamente Nissenkorn, ao reiterar “um surto nas últimas semanas”.

Em tom defensivo, destacou: “Respeito todas as pessoas e todas as comunidades em Israel”.

Até sábado, Israel havia registrado total de 8.221 casos de covid-19. Ontem (27), as autoridades anunciaram dez novas mortes da doença.

LEIA: Palestina afirma que cem mil testes de vírus foram danificados por Israel

Categorias
CoronavírusIsraelNotíciaOriente MédioPalestina
Show Comments
Show Comments