Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Sudão: Autoridades cortam internet para evitar que alunos “colem” nas provas

Esta imagem mostra membros de uma família estudando juntos em casa, em Khartoum, devido ao fechamento das escolas e universidades como medida preventiva contra a disseminação COVID-19, 23 de março de 2020 [ASHRAF SHAZLY / AFP via Getty Images].
Esta imagem mostra membros de uma família estudando juntos em casa, em Khartoum, devido ao fechamento das escolas e universidades como medida preventiva contra a disseminação COVID-19, 23 de março de 2020 [ASHRAF SHAZLY / AFP via Getty Images].

As autoridades sudanesas interromperam a conexão à Internet por três horas na quarta-feira, enquanto os alunos faziam os exames do ensino médio, supostamente para evitar que colassem.

O Grupo Zain, uma das empresas de telecomunicações que prestam serviços de Internet no Sudão, enviou uma mensagem aos seus clientes na madrugada desta quarta-feira, afirmando: “A pedido das autoridades judiciais, a ligação à Internet será suspensa diariamente durante os exames para o Diploma de Secundário Educação, das 8h às 11h. ”

O correspondente da Agência Anadolu revelou que o acesso à internet sem fio já foi interrompido às 8h, embora ainda estivesse operando em escritórios, instituições e residências.

O acesso à internet sem fio foi reiniciado progressivamente a partir das 11h, após a conclusão dos exames.

No último domingo, 541.000 alunos no Sudão começaram seus exames de diploma do ensino médio em várias matérias.

Cortar o acesso à internet durante os exames do ensino médio é uma medida frequente para prevenir a “cola” em alguns países árabes, incluindo Iraque e Argélia.

Esses países reclamaram do fato de alguns internautas terem vazado as questões do exame, poucos minutos após a distribuição das provas aos alunos, além de circularem as respostas online.

LEIA: Pesquisa revela que 33% dos jovens palestinos temem compartilhar opiniões políticas na internet

Categorias
ÁfricaNotíciaSudão
Show Comments
Show Comments