Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Ativista iraquiana assassinada junto à família em Bagdá

Uma proeminente ativista iraquiana e seus pais foram mortos em sua casa na capital, Bagdá, na noite de terça-feira, informou a agência de notícias Anadolu.

O site de notícias citou o capitão da polícia de Bagdá, Hatem Al-Jabri, dizendo: “Homens armados não identificados invadiram uma casa no distrito de Al-Mansour, a oeste de Bagdá, na noite de terça-feira, e massacraram a farmacêutica Sheelan Dara e seus pais”.

Al-Jabri disse que os invasores roubaram pertences valiosos da casa antes de fugirem, apontando que as autoridades competentes abriram uma investigação sobre o ocorrido, apontando dados preliminares de “motivação por roubo”.

No entanto, um ativista nos protestos antigovernamentais, Tariq Al-Husseini, disse a Anadolu que o ataque tinha como objetivo “liquidar Sheelan”, que tinha participado ativamente dos protestos populares contra a classe política dominante.

Al-Husseini, cujo nome foi mudado por razões de segurança, pediu ao governo iraquiano que cumpra sua promessa, de processar os envolvidos na morte de manifestantes e ativistas,é e levá-los à justiça.

Em agosto, desconhecidos lançaram uma série de tentativas de assassinato contra manifestantes antigovernamentais. Os ataques mais violentos ocorreram na província de Basra e resultaram na morte de três ativistas e dois civis.

LEIA: Há mortos sem sepultura no Iraque

Categorias
IraqueNotíciaOriente MédioVídeos & Fotojornalismo
Show Comments
Show Comments