Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Irã e Turquia condenam acordo de paz dos EAU com Israel

O presidente turco Recep Tayyip Erdogan em Ancara, Turquia em 10 de agosto de 2020 -Metin Aktaş / Agência Anadolu]
O presidente turco Recep Tayyip Erdogan em Ancara, Turquia em 10 de agosto de 2020 -Metin Aktaş / Agência Anadolu]

O Irã e a Turquia acusaram os Emirados Árabes Unidos (EAU) de abandonar os palestinos, após o polêmico acordo de paz do país com Israel.

O Ministério das Relações Exteriores iraniano denunciou o acordo como um ato de “estupidez estratégica de Abu Dhabi e Tel Aviv”.

“O povo oprimido da Palestina e todas as nações livres do mundo nunca perdoarão a normalização das relações com o regime criminoso de ocupação israelense e a cumplicidade em seus crimes”, disse um comunicado do ministério.

Chamando de perigosa a “jogada vergonhosa de Abu Dhabi” , Teerã alertou contra qualquer interferência israelense no Golfo e disse que “o governo dos Emirados e outros estados que os acompanham devem aceitar a responsabilidade por todas as consequências” do acordo.

Enquanto isso, o presidente turco Recep Tayyip Erdoğan anunciou hoje a repórteres em Istambul que a Turquia considerará fechar sua embaixada em Abu Dhabi, e, a suspender as relações diplomáticas com os Emirados Árabes Unidos sobre seu acordo para normalizar os laços com Israel, de acordo com o Hurriyet Daily News.

LEIA: Depois dos EAU, Bahrein será o próximo a assinar acordo de paz, afirma autoridade israelense

Isso aconteceu depois que o Ministério das Relações Exteriores da Turquia disse em um comunicado que a forte resposta negativa dos palestinos ao acordo era justificada.

“A história e a consciência dos povos da região não esquecerão e nunca perdoarão esse comportamento hipócrita dos Emirados Árabes Unidos, traindo a causa palestina por causa de seus estreitos interesses”, disse em um comunicado.

O governo dos EAU “não tem autoridade para negociar com Israel em nome da Palestina sem o consentimento de seu povo e administrar em relação a questões vitais”.

O ministério acrescentou: “É extremamente preocupante que os EAU, com uma ação unilateral, tentem acabar com o Plano de Paz Árabe [2002] elaborado pela Liga Árabe. Não é nem um pouco crível que esta declaração tríplice seja apresentada como um apoio à causa palestina ”.

Os Emirados Árabes Unidos são o primeiro estado árabe do Golfo e a terceira nação árabe – depois do Egito e da Jordânia – a anunciar laços ativos com Israel na quinta-feira.

O primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu saudou “uma nova era” entre Israel e o mundo árabe após o acordo com os Emirados Árabes Unidos.

Os EAU normalizam os laços com Israel - Charge [Sabaaneh / Monitor do Oriente Médio]

Os EAU normalizam os laços com Israel – Charge [Sabaaneh / Monitor do Oriente Médio]

Categorias
Ásia & AméricasEAUEUAEuropa & RússiaIrãIsraelNotíciaOriente MédioTurquia
Show Comments
Show Comments