Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Doadores internacionais prometem US$130 milhões em apoio à UNRWA

UNRWA distribuiu assistência alimentar a famílias em Gaza, 2 de abril de 2020 [Mohammed Asad/Monitor do Oriente Médio]
UNRWA distribuiu assistência alimentar a famílias em Gaza, 2 de abril de 2020 [Mohammed Asad/Monitor do Oriente Médio]

Doadores internacionais prometeram contribuir com US$130 milhões em apoio à Agência das Nações Unidas de Assistência aos Refugiados da Palestina (UNRWA), que opera em favor dos refugiados palestinos por meio de programas e serviços fundamentais.

Na terça-feira (23), durante encontro global extraordinário da UNRWA, em nível ministerial, convocado por Jordânia e Suécia, ao todo 75 países e organizações não-governamentais prometeram contribuir com US$130 milhões à agência da ONU.

O Ministro de Relações Exteriores da Jordânia Ayman Safadi afirmou: “Desistir da UNRWA significa desistir de cinco milhões de refugiados palestinos que dependem deste apoio para ter acesso à educação, tratamento médico, alimentação e assistência financeira.”

“O Reino [Jordânia] continuará a acolher o maior número de refugiados palestinos e continuará a trabalhar com a comunidade internacional para encontrar uma paz justa com base na solução de dois estados”, prosseguiu.

LEIA: UNRWA diz que 30% dos refugiados da Palestina na Jordânia estão altamente vulneráveis

O Secretário-Geral da ONU António Guterres declarou ser imperativo que a comunidade internacional “mantenha esforços para tornar o financiamento da UNRWA sustentável, estável e suficiente.”

Os recursos da UNRWA provêm quase inteiramente de doações voluntárias feitas por estados-membros da ONU. A agência enfrentou diversas dificuldades financeiras desde que o governo do presidente Donald Trump interrompeu todas as doações dos Estados Unidos à entidade, em 2018.

“Refugiados palestinos há muito vivem sob a ameaça de que as operações da UNRWA possam ser suspensas. A UNRWA vive há muito tempo um dia após o outro”, declarou o Comissário-Geral da agência Philippe Lazzarini.

“Hoje, assumimos um passo significativo para lidar com desafios crônicos da agência a curto e longo prazo, incluindo ao promover diversos acordos anuais, expandir sua base de doadores e explorar novas vias e mecanismos financeiros alternativos. Exorto os participantes de hoje para compartilhar nosso objetivo de promover dignidade e direitos aos refugiados palestinos”, reiterou.

LEIA: Israel restringe ações da UNRWA contra o coronavírus nos campos de refugiados em Jerusalém

Categorias
Europa & RússiaIsraelJordâniaNoruegaNotíciaONUOriente MédioPalestina
Show Comments
Show Comments