Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

União Europeia reitera seu apoio político e financeiro à UNRWA

Alto Representante da UE para os Negócios Estrangeiros e a Política de Segurança, Josep Borrell Fontelles, realiza uma conferência de imprensa em Bruxelas, Bélgica, em 9 de dezembro de 2019 [Dursun Aydemir / Agência Anadolu]

A União Europeia (UE) reiterou ontem seu apoio político e financeiro à Agência das Nações Unidas para os Refugiados da Palestina no Oriente Próximo (UNRWA), informou um comunicado à imprensa.

Por telefone, o alto representante para os Negócios Estrangeiros e a Política de Segurança da União Europeia, vice-presidente da Comissão Europeia, Josep Borrell, reiterou essa posição ao novo comissário geral da UNRWA, Philippe Lazzarini.

Ambas as autoridades, segundo o comunicado de imprensa, trocaram opiniões sobre a situação atual no Oriente Médio e os desafios enfrentados, principalmente à luz da pandemia de coronavírus.

LEIA: Israel restringe ações da UNRWA contra o coronavírus nos campos de refugiados em Jerusalém

Durante a chamada, Borrell lembrou a contribuição da UE de 82 milhões de euros (US $ 1214,5 milhões) para a UNRWA para 2020, confirmando a determinação da UE de continuar sendo uma forte, confiável e previsível defensora da UNRWA.

O comunicado à imprensa também apontou que Borrell “destacou o papel crucial da UNRWA para a estabilidade e a segurança na região e a importância do trabalho da Agência para a viabilidade de uma solução negociada de dois estados para o conflito israelense-palestino”.

A UNRWA foi criada em 1949 para fornecer assistência e proteção aos refugiados palestinos que foram expulsos d pelas gangues sionistas antes da criação do estado de Israel sobre as ruínas de suas casas.

Atualmente, a organização está oferecendo seus serviços a cerca de 5,3 milhões de refugiados palestinos nos territórios ocupados, Jordânia, Líbano e Síria. No entanto, a agência vem sofrendo uma grave crise financeira desde 2018 devido à interrupção das contribuições dos EUA.

Categorias
IsraelNotíciaONUOrganizações InternacionaisOriente MédioPalestinaUE
Show Comments
Show Comments