Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

General aposentado diz que opiniões diferentes em Israel não questionam a anexação em si

Ex-consultor de segurança nacional de Israel, Yaakov Amidror, 9 de junho de 2017 [BICOM / Twitter]
Ex-consultor de segurança nacional de Israel, Yaakov Amidror, 9 de junho de 2017 [BICOM / Twitter]

O major-general aposentado e ex-conselheiro de Segurança Nacional Yaakov Amidror disse na quarta-feira que as diferenças que surgem em Israel não se referem à anexação em si, mas sobre a forma que ela tomará, informou o Jerusalem Post.

Segundo a Amidror, a questão da anexação é política e não profissional, portanto deve haver diferenças de opinião entre os especialistas, que consideram as ameaças e conseqüências, e os políticos com seus princípios diferentes.

O ex-funcionário disse que as decisões mais perigosas em Israel foram tomadas sem consultar especialistas. Ele ressaltou que o falecido primeiro-ministro israelense Menachem Begin não consultou ninguém antes de assinar o tratado de paz com o Egito na década de 1970. Ele disse que seu sucessor, Yitzhak Rabin, também não consultou ninguém sobre a assinatura dos Acordos de Paz de Oslo com a OLP nos anos 90.

No entanto, observou Amidror, o processo de paz com o Egito foi bem-sucedido e o dos palestinos não.

Quando o jornalista israelense Ben Kaspit sugeriu que alguns dos colonos judeus acreditavam que o “plano de paz” de Trump é bom, Amidror respondeu: “Eles apóiam a anexação, mas não apóiam o reconhecimento de um estado palestino. Eles acreditam que o preço é muito alto. Portanto, a diferença deles não está na anexação, mas em um de seus fundamentos. ”

O especialista em segurança acredita que o plano de anexação não ajuda Israel em nenhum sentido prático, pois não melhoraria a vida dos colonos que se tornariam parte da burocracia israelense, o que é pior do que o modo atual estabelecido.

Três questões estão diante do plano, ele concluiu: a reação dos estados árabes; suas repercussões no relacionamento israelense-palestino; e a capacidade do exército israelense de lidar com suas novas responsabilidades.

Eu não vou perder a oportunidade de anexar a Palestina [Sabaaneh/Monitor do Oriente Médio]

Eu não vou perder a oportunidade de anexar a Palestina [Sabaaneh/Monitor do Oriente Médio]

LEIA: Chile condena plano de anexação de Israel como ‘perigoso’

Categorias
IsraelNotíciaOriente MédioPalestina
Show Comments
Show Comments