Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Ministro do Irã diz que é difícil prever os preços do petróleo em mercado em queda

O ministro do petróleo do Irã disse na segunda-feira que é difícil prever preços de petróleo em meio a incertezas sobre as perspectivas de demanda, informou a Reuters citando a rádio estatal iraniana.

“Ninguém pode prever os preços do petróleo e agora a demanda é vaga”, disse Bijan Zanganeh à rádio estatal.

Os preços do petróleo subiram na segunda-feira, revertendo as perdas anteriores, à medida que países ao redor do mundo continuavam a facilitar as medidas de bloqueio impostas para combater a pandemia de coronavírus.

LEIA: Apesar de ameaças dos EUA, navio petroleiro iraniano chega em segurança à Venezuela

Em meio a negociações tranquilas nos centros financeiros de Cingapura, Londres e Nova York fechados, o Brent (petróleo comercializado na Bolsa de Londres, que tem como referência o extraído no Mar do Norteeno Oriente Médio) subiu 11 centavos, ou 0,3%, a US$ 35,24 por barril às 0855 GMT. O petróleo dos EUA ganhou 36 centavos, ou 1,1%, a US$ 33,61 por barril.

Zanganeh disse:

Não está claro quando a economia mundial se recuperará e quando a demanda voltará ao normal. As maiores economias do mundo estão variando negativamente, reduzindo a demanda por derivados de petróleo e, consequentemente, petróleo bruto.

Zanganeh também disse que a Turquia “não aceitou” a oferta do Irã de reparar um gasoduto dentro da Turquia, que transporta anualmente cerca de 10 bilhões de metros cúbicos de gás iraniano para a Turquia. O oleoduto foi danificado por uma explosão em março e interrompeu o fluxo de gás natural de Teerã para a Turquia.

“Por causa da explosão, nossas exportações de gás para este país foram cortadas. Embora não demore mais do que alguns dias para reparar o oleoduto, o lado turco ainda não o consertou ”, disse Zanganeh.

LEIA: Mulher de 107 anos recupera-se do coronavírus no Irã

Categorias
IrãNotíciaOriente Médio
Show Comments
Show Comments