Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Arábia Saudita recebe investigação sobre estagiário que matou marinheiros dos EUA

Estação aérea naval, Pensacola, Flórida, EUA [Twitter]

A Arábia Saudita recebeu ontem o resultado de uma investigação sobre um ataque armado realizado pelo estagiário da Força Aérea Saudita, Muhammad Al-Shamrani, que matou três marinheiros americanos na Base Aérea de Pensacola, na Flórida, em dezembro de 2019.

Na segunda-feira, o FBI e o Departamento de Justiça revelaram que a Al-Shamrani tinha laços significativos com a Al-Qaeda.

O procurador-geral dos EUA, William Barr, disse a repórteres que o Departamento de Justiça conseguiu desbloquear a criptografia no iPhone de Al-Shamrani depois de meses de tentativas, acrescentando que as informações obtidas no celular provaram ser “inestimáveis”.

LEIA: FBI acidentalmente expõe ligação de diplomata saudita com o 11 de setembro

A embaixada saudita em Washington disse em comunicado que o reino está comprometido em cooperar com as autoridades americanas, fornecendo apoio e coordenação para “proteger os cidadãos americanos e sauditas”.

A embaixada acrescentou que o treinamento militar fornecido pelos Estados Unidos ao pessoal militar saudita permitiu que soldados, pilotos e marinheiros sauditas “lutassem contra inimigos comuns”.

“Nossa estreita cooperação no campo da inteligência e do combate ao terrorismo salvou vidas nos Estados Unidos, no Reino e em outros lugares. Não há dúvida de que isso fez do mundo um lugar mais seguro ”, dizia o comunicado.

Categorias
Arábia SauditaÁsia & AméricasEUANotíciaOriente Médio
Show Comments
Show Comments