Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Ministro de Relações Exteriores da Arábia Saudita enaltece o ‘acordo do século’

Adel Al-Jubeir, Ministro de Relações Exteriores da Arábia Saudita, durante coletiva de imprensa em Riad, capital saudita, 15 de novembro de 2018 [Fayez nureldine/AFP/Getty Images]

Adel Al-Jubeir, Ministro de Relações Exteriores da Arábia Saudita, elogiou o “plano de paz” proposto pelo Presidente dos Estados Unidos Donald Trump como suposta solução para o conflito entre Israel e Palestina ao afirmar que contém elementos positivos para negociações.

“Há elementos positivos no plano de paz de Trump”, declarou Al-Jubeir durante sua visita à Romênia, na quinta-feira (13), ao reiterar que tais elementos “poderão estabelecer a base para negociações entre ambos os lados”.

Entretanto, Al-Jubeir esclareceu: “Os palestinos rejeitaram este plano e deixaram claro que não está de acordo com suas demandas … é nosso dever apoiar os palestinos”.

A Autoridade Palestina e todas as facções palestinas rejeitaram categoricamente a proposta por ser tendenciosa a favor de Israel. A Liga Árabe e a Organização de Cooperação Islâmica também declararam repúdio ao plano, promovido por Trump como “acordo do século”.

O Ministério de Relações Exteriores da Arábia Saudita emitiu uma declaração após a proposta ser anunciada no final de janeiro, no qual expressou sua gratidão aos esforços da gestão americana para desenvolver “um plano de paz abrangente entre os lados palestino e israelense”. O governo saudita também expressou apoio a negociações diretas entre Israel e Palestina, mediadas pelos Estados Unidos.

A declaração saudita ainda sugeriu, na ocasião, que as partes palestina e israelense podem lidar com eventuais divergências sobre qualquer aspecto do plano via negociações.

Em 28 de janeiro, Donald Trump anunciou em Washington seu tão aguardado “acordo do século” em coletiva de imprensa conjunta ao Primeiro-Ministro de Israel Benjamin Netanyahu, na presença de embaixadores do Bahrein, Omã e Emirados Árabes Unidos; contudo, sem qualquer participação de representantes palestinos.

Categorias
Arábia SauditaÁsia & AméricasBahreinEAUEUANotíciaOmãOriente MédioPalestine
Show Comments
Show Comments