Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Canadá teria acordo com os EUA para reassentar 100 mil refugiados palestinos

Ativistas canadenses se manifestam em apoio à Palestina fora do Parlamento Canadense, em Ottawa, Canadá [Tony Webster/Wikimedia]

Uma fonte oficial palestina informou ao jornal libanês Al-Akhbar que o Canadá deve “receber 100.000 palestinos”, incluindo 40.000 do Líbano e outros 60.000 da Síria, como parte do plano de paz dos EUA apelidado de “acordo do século”.

O jornal libanês disse que houve um entendimento americano-canadense sobre esse assunto. E que há entendimentos semelhantes dos EUA com a Bélgica , a França e a Espanha, sendo que este último deverá receber 16.000 refugiados palestinos do Líbano.

O funcionário também revelou as facilidades oferecidas pelas redes e organizações de imigração que atuam nos campos de refugiados palestinos.

O especialista em refugiados palestinos Tareq Hammoud disse que esses entendimentos, se validados, equivalem a “violações claras” dos direitos dos refugiados palestinos garantidos pelo direito internacional, conforme estabelecido na Resolução 194 da ONU e em outras resoluções.

Em conversa com Arabi21, Hammoud disse: “O Canadá estará sujeito a consequências legais por esse acordo, pois é membro do comitê especial para refugiados palestinos que se originou da Conferência de Madri”.

No entanto, o secretário de imprensa do ministro da Imigração, Ahmed Hussen, negou a informação. “O Canadá não tem esse acordo com os Estados Unidos e não há programas especiais atualmente sendo considerados para reassentar pessoas do Líbano ou da Síria.”

Categorias
Ásia & AméricasCanadáEUAIsraelLíbanoNotíciaOriente MédioPalestineSíria
Show Comments
Show Comments