Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Câmara dos EUA apoia decisão de Netanyahu para permitir a entrada de Tlaib e Omar em Israel

Palestino-americana Rashida Tlaib (à esquerda) e Ilhan Omar, americana nascida na Somália, são as primeiras mulheres muçulmanas eleitas para o Congresso dos Estados Unidos [Rashida Tlaib/Twitter]

Neste domingo (11), Steny Hoyer, líder da maioria na Câmara dos Estados Unidos, desmentiu relatos de que o apoio a Israel está minguando entre os membros do Partido Democrata, noticiou o jornal israelense Haaretz.

Ao discursar em Jerusalém, Hoyer observou que a enorme maioria dos democratas americanos no Congresso votou recentemente a favor de uma resolução condenando o movimento de Boicote, Desinvestimento e Sanções (BDS), que pede por sanções contra Israel.

“A realidade central é que há uma unidade extraordinária nas questões de grande interesse israelense,” declarou Hoyer. “A aliança entre nossos dois países é forte e irredutível desde maio de 1948 [a Nakba, catástrofe palestina, ou chamada “independência de Israel”], e permanece assim.”

Hoyer lidera uma delegação de 41 membros democratas da Câmara de Representantes dos Estados Unidos – a grande maioria, recém-eleitos. A delegação chegou a Israel na semana passada. Alguns dias depois, o líder da minoria do Congresso americano, Kevin McCarthy, juntou-se a ela, trazendo consigo 31 parlamentares do Partido Republicano.

Rashida Tlaib, primeira congressista palestina eleita para a Câmara dos Estados Unidos – cartum [Sabaaneh/Monitor do Oriente Médio]

Ambas as viagens foram organizadas e patrocinadas pela Fundação Americano-Israelense para a Educação (AIEF, em inglês), braço educacional bipartidário do Comitê de Assuntos Públicos Americano-Israelense (AIPAC).

Em uma coletiva de imprensa conjunta, ambos os líderes do parlamento americano foram questionados sobre um suposto relato, divulgado no fim de semana, de que o presidente americano Donald Trump estaria insatisfeito com o governo israelense por permitir que duas parlamentares democratas islâmicas – Rashida Tlaib e Ilhan Omar, ambas apoiadoras do movimento de BDS – visitem Israel e a Cisjordânia nas próximas semanas.

“Não tenho conhecimento se o presidente estava desapontado; eu converso com ele todos os dias,” afirmou McCarthy, em resposta aos relatos da agência Axios. Segundo tais informações, Trump contou a seus conselheiros que o Primeiro-Ministro de Israel Benjamin Netanyahu deveria utilizar a lei antiboicote israelense para impedir a entrada de Omar e Tlaib no país. McCarthy afirmou ser a favor da visita das duas congressistas a Israel, apesar de suas opiniões controversas.

Categorias
Ásia & AméricasEUAIsraelNotíciaOriente MédioPalestine
Show Comments
Show Comments