Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Voto egípcio nas Nações Unidas condena anexação russa de partes da Ucrânia

1
Presidente do Egito Abdel Fattah el-Sisi discursa na Assembleia Geral das Nações Unidas, em Nova York, 24 de setembro de 2019 [Ercin Top/Agência Anadolu]

O Egito votou a favor de uma resolução da Organização das Nações Unidas (ONU) para rechaçar a anexação russa das regiões ucranianas de Donetsk, Kherson, Luhansk e Zaporizhzhia. Segundo a resolução, as áreas em questão são consideradas ocupadas por ato de agressão.

A ONU deferiu o texto nesta quarta-feira (12), ao reivindicar de seus estados-membros que não reconheçam terras da Ucrânia como parte da Rússia e pressionar o governo de Vladimir Putin a reverter sua “tentativa ilegal de anexação”.

Cento e quarenta e três países votaram a favor, cinco foram contrários e 35 se abstiveram.

Rússia, Bielorrússia, Síria, Coreia do Norte e Nicarágua votaram “não”; a maioria das abstenções são de países africanos, além de China e Índia.

A princípio, a Rússia pediu ao órgão de 193 membros que conduzisse uma votação secreta sobre a medida. A Assembleia Geral, no entanto, decidiu por uma votação pública.

Moscou realizou referendos para anexar as quatro áreas parcialmente ocupadas pertencentes à Ucrânia. O governo de Volodymyr Zelenskyi e seus aliados globais declararam os avanços como ilegais. Segundo relatos, soldados armados passaram de casa em casa para coagir votos.

No fim de setembro, Estados Unidos e Reino Unido anunciaram novas sanções contra Moscou e restrições de visto contra oficiais do governo, suas famílias, comandantes militares – da Rússia e Bielorrússia – e fornecedores internacionais acusados de alimentar a indústria militar do estado ocupante. A União Europeia confirmou propostas de novas restrições sobre importações russas.

Em março, o Egito também votou em uma resolução da ONU para exigir que o Kremlin recuasse imediatamente do país vizinho, cerca de um mês após a deflagração da guerra.

ASSISTA: Egito incentiva europeus a se mudarem para sua costa para evitar cortes de gás na Rússia

Categorias
ÁfricaEgitoEuropa & RússiaNotíciaRússiaUcrânia
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments