Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Setor bancário no Líbano entra em greve ao alegar ‘ambiente hostil’

Polícia libanesa reprime protesto contra congelamento de contas bancárias há dois anos, sob ordens do governo, em frente ao Banco Central, em Beirute, 7 de julho de 2022 [Hussam Shbaro/Agência Anadolu]

A associação de bancos do Líbano anunciou nesta sexta-feira (5) uma greve a partir de segunda-feira (8), ao alegar “posturas populistas e hostis” tomadas contra o setor financeiro.

As informações são da agência de notícias Reuters.

Segundo o comunicado, a ação decorre, em particular, da prisão do chefe do CreditBank no Líbano, nesta semana.

O estado levantino permanece em um atoleiro econômico desde 2019 e busca socorro de entidades internacionais. Entretanto, a elite governante continua a prorrogar a adoção de reformas requeridas para obter empréstimos e outros meios de assistência fiscal.

O colapso libanês é considerado uma das piores crises financeiras do planeta desde meados do século XIX. O valor da moeda nacional desabou comparado ao dólar. Neste entremeio, agentes do setor bancário e políticos trocam acusações sobre a responsabilidade pelo problema.

LEIA: O Líbano é o país mais raivoso do mundo, seguido pela Turquia, mostra Gallup

Categorias
LíbanoNotíciaOriente Médio
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments