Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Sadr pede dissolução do parlamento iraquiano e eleições antecipadas

Clérigo iraquiano Muqtada al-Sadr durante coletiva de imprensa em Najaf, Iraque, 18 de novembro de 2021 [Karar Essa/Agência Anadolu]

Muqtada al-Sadr – líder do movimento sadrista no Iraque – reivindicou nesta quarta-feira (3) a dissolução do parlamento e eleições antecipadas. Seu pronunciamento à televisão contou com um chamado a apoiadores para manter o protesto sit-in no legislativo, pelo quinto dia seguido, até que suas demandas sejam cumpridas.

Al-Sadr insistiu não ter decidido sobre candidatura própria à câmara: “Não busco autoridade e não ganho nada com isso; peço apenas reformas. Alegações maliciosas obstruíram a formação de um governo de maioria; portanto, não há benefício em dialogar com as partes”.

Al-Sadr reiterou ainda que não deseja derramamento de sangue, mas advertiu que o povo iraquiano está “cansado” da elite governante.

O líder populista acusou o ex-premiê Nouri al-Maliki – sem identificá-lo nominalmente – de tentar matá-lo, segundo vazamentos recentes, e sugeriu que o judiciário iraquiano absolveu indivíduos envolvidos em casos graves de corrupção.

Autoridades iraquianas se reuniram nos últimos dias para debater maneiras de superar o impasse político que assola o país. Contudo, sem resultado.

LEIA: Triste comédia do Iraque: a invasão do parlamento

Categorias
IraqueNotíciaOriente Médio
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments